CidadesAcidente

Acidente na Estrada Velha de Itaipu deixa trânsito caótico

3
Tamanho da fonte: A- A+ Por: Bianca Lopes, Cláudio Emanuel, Marina Rocha e Rodrigo Mendonça 07/12/2012

Motorista perde direção de carro, atinge poste, tomba e provoca engarrafamento de 18 quilômetros, que reflete em vários bairros. Volta para casa durou quatro horas

A volta para casa na noite de sexta-feira foi caótica para os motoristas que seguiam em direção à Região Oceânica. Por volta das 16h30, um motorista que descia a Estrada Pacheco de Carvalho (antiga Estrada Velha de Itaipu), sentido Cafubá, perdeu a direção de seu Cross Fox e colidiu num poste de energia elétrica, que tombou na pista devido ao impacto, provocando a interdição da estrada e um engarrafamento que durou mais de quatro horas e meia.

Funcionário do Comperj, Zenon Goulart Machado por sorte nada sofreu. Já o motorista que vinha logo atrás, Marco Antônio Giovanini, despencou  com seu Gol de um barranco de aproximadamente dois metros de altura, na tentativa de desviar. Giovanini sofreu escoriações pelo corpo. Ele foi atendido no local por paramédicos do Quartel de Itaipu e  liberado em seguida. Os veículos foram periciados pela polícia e liberados. O Gol foi içado por um guindaste de uma seguradora particular.  Pelo menos 12 funcionários da Ampla estiveram no local para instalar um novo poste de concreto. Parte da região ficou sem energia elétrica.

De acordo com a Niterói Transporte e Trânsito (NitTrans), o acidente provocou reflexos no tráfego da Estrada da Cachoeira, ocasionando retenções para quem seguia pela via no sentido Largo da Batalha.

Diante da lentidão, motoristas se demonstraram indignados. “Um acidente é capaz de parar quase todas as ruas da cidade. Muito complicado isso”, reclamou a estudante Thaís Almeida, de 26 anos.

Mais de quatro horas do Centro à Região Oceânica- Quem optou pelo transporte público também sofreu com o congestionamento. “Desci do ônibus na Estrada Francisco da Cruz Nunes, mas levei quatro horas do Centro até Itaipu”, contou Thiago Andrade, 31 anos, auxiliar administrativo. Moradora da Rua Doutor Domingos Araújo, a advogada Elaine Silva, de 56 anos, mostrava preocupação com o marido. “Ele saiu de Icaraí às 18h, são 21h e ainda não chegou. Estou aflita”.

Nas redes sociais, algumas pessoas chegaram a noticiar que um arrastão havia acontecido na Estrada Francisco da Cruz Nunes, entretanto, o 12º BPM (Niterói) informou que não foram constatadas ocorrências na região. “Basta um acidente para qualquer coisa em Niterói virar um caos”, resumiu o empresário João Alcântara, de 40 anos, um dos motoristas que enfrentaram o congestionamento.


O FLUMINENSE


AVALIE:

 

Enviar para amigo Imprimir

Comente a Notícia

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Grupo O Fluminense. Mensagens que contenham ofensas, acusações e palavrões ou xingamentos não serão publicadas.

Comentários

Esta matéria possui 18 comentário(s)
  1. Já vi esse filme - 07/12/2012 - 20:15

    Agente da Nittrans? Onde? Só no Largo da Batalha. Há alguns minutos, quem estava organizando o trânsito era um PM.Eles só fecharam a subida da Estrada da Cachoeira e os motoristas espertinhos seguiram pela Francisco da Cruz Nunes e entram pela Travessa Soiuza Soares, saem PERIGOSAMENTE na Pacheco de Carvalho,pois não há uma visão segura dos dois sentidos da pista. Ao chegarem ao final da mão dupla, voltam todos.Isso aqui está um caos!!!

  2. sueli - 07/12/2012 - 20:28

    Vergonha! Levei 3 horas e meia para chegar em Itaipu.
    Não passamos por nenhuma viatura da Polícia e muito menos da Nitrans como diz a reportagem. Ficamos expostos a tudo em Niterói. Portanto a notícia acima é mentira!!!!!!!!!!

  3. visitante - 07/12/2012 - 20:34

    Até quando vamos sofrer pelo descaso dessa prefeitura de niterói? A Região Oceânica cresceu e não tem vias de acesso à altura da demanda. Um acidente e tudo se acaba.
    A inércia do governo municipal precisa ser encarada como improbidade administrativa e os responsáveis afastados de seus cargos.
    Acorda Ministério Público!

  4. Rubens Regufe - 07/12/2012 - 19:50

    Niterói fica parada por um monte de incompetentes manobreiros.
    Não existe um Profissional que se chama Engenheiro de Trafego nessa Secretaria?
    Levei 3 horas de São Francisco a Piratininga, com essa mudança no Largo da Batalha, onde quem vem do centro agora tem 5(cinco) Sinais para se atravesar o Largo da Batalha. BRNCADEIRA.

  5. diva - 07/12/2012 - 20:53

    Poucas palavras a dizer... Falta estrutura sobra ganância e o povo sofre

  6. Renato - 07/12/2012 - 20:02

    Tive que dar a volta pelo Rio D'Ouro pra chegar em Itaipu. Imagina quem tá de ônibus?

  7. Daniela - 07/12/2012 - 21:25

    Transito caotico! Levei 4 hs e meia de Ipanema ate Itaipu

  8. Natália - 07/12/2012 - 21:58

    Agentes de trânsito aonde???Fui do centro até Itaipu em 3 horas e não ví ninguém!!!É um absurdo Niteroi ficar largada assim..e ainda temos que ficar atentos para alguem que tente nos assaltar,porque não tem policiais nas ruas!!!
    Se vão colocar as notícias digam a verdade!!!

  9. Jussara Coutinho Marques de Pinho - 07/12/2012 - 22:05

    Levei mais de 2 horas para ir da Igreja Santuário das Almas, em Icaraí, até a minha casa em Piratininga - entre 20h20 até 22h50. Não vi nenhum policial, nenhuma viatura, nenhum agente do Nittrans!!! Todos desciam pela estrada velha para depois ter que fazer um retorno nervoso e irritado com todo o jeitão de arrastão, mas era tudo por conta da raiva de não haver um desvio lá em cima, atitude que evitaria a descida sem saída.

  10. Gustavo - 07/12/2012 - 23:36

    Estava em são francisco querendo ir para o largo, fui até o ultimo posto do canal no transito, mas desisti. tudo paradoooo, voltei e fui pela garganta, em 10 minutos estava no largo. Pela garganta o transito esta tranquilissimo...

  11. marcia - 07/12/2012 - 22:18

    Levei 2h e30h da plaza ate itaipu. O transito está caótico. Não tem ninguém controlando ...

  12. daniel santos - 07/12/2012 - 22:24

    4 hrs e meia dentro do 46

  13. Rodrigo da Costa Coutinho - 08/12/2012 - 00:01

    Se todo mundo estivesse de bicicleta, isso não teria acontecido. A culpa é do povo!

  14. Bruno - 08/12/2012 - 00:03

    Kd aquela fiscalização eletrônica na estrada velha, perto do condomínio Reserva Natural que está sendo construído? Alô prefeitura, coloque-o novamente. Acidentes sempre ocorrem nessa estrada. Ah, arrastões tbm! Kd a polícia ali na estrada velha?????

  15. Turquezza - 08/12/2012 - 01:37

    Saí do Centro de Niterói às 9h da noite e cheguei à Itaipu às ll:30h. Não tinha um guarda sequer orientando o trânsito, não vi nenhum em todo este trajeto. Caos total em Niterói? Quando vão levar à sério a nossa Cidade?

  16. Ana - 10/12/2012 - 15:43

    Enquanto o povo preferir andar de carro, mesmo tendo um transporte público na cidade que eu classificaria de razoável para bom, qualquer batidinha vai virar o caos. ÀS 7h da manhã, o 770 chega com lugar para sentar no centro e o 100 cansa de passar na ponte com vários lugares vazios. A gente observa milhares de carros com apenas um passageiro, então, fiquem presos no engarrafamento.

  17. Carlos Faria - 08/12/2012 - 10:15

    Desde 1980, quando me mudei para a RO, utilizo com cautela a Estrada Velha de Itaipu e nunca me acidentei, em compensação já perdi a conta de quantos veículos já vi tombados por pura imperícia e irresponsabilidade. A maioria na última seção da pista quando a descida se acentua. O preocupante é saber que os automóveis estão cada dia mais potentes e os motoristas cada dia mais incompetentes

  18. Shirlei - 08/12/2012 - 20:30

    E hoje, sábado, o que aconteceu? Batida, poste derrubado, barranco, caminhão virado, um furacão? Impossível sair de Itaipu, todas as saídas entupidas de carros e o trânsito parado! Nós, moradores da RO, estamos ilhados! Um horror que acredito ser devido à volta da praia e a loucura q as pessoas ficam no fim de ano em busca de compras exageradas.
    Mais que nunca é possível perceber como Niterói está abandonada e o "belo" resultado dessa especulação imobilária nojenta.

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.

Publicidade:



Redes Sociais






Fale com
a Redação

(21) 2125-3065