CidadesAposentado

Aposentado é assassinado em casa em Pendotiba

5
Tamanho da fonte: A- A+ Por: Vinícius Rodrigues e Ruy Machado 18/09/2013

Engenheiro de 78 anos morre com tiro na cabeça ao tentar defender a mulher durante assalto à chácara do casal. Crime ocorreu na Região Oceânica

Um engenheiro aposentado de 78 anos foi morto na manhã de ontem após ter a chácara invadida por quatro bandidos armados. O crime ocorreu na Estrada Muriqui Pequeno, em Vila Progresso, Região de Pendotiba. Carlos Francisco José Livino de Carvalho levou um tiro de pistola calibre 9 milímetros na cabeça ao tentar defender a mulher, Regina de Carvalho, que foi agredida pelos bandidos após gritar. 

Durante a fuga, os criminosos, que estavam em um veículo roubado na noite anterior, em Itaipu, na Região Oceânica, perderam a direção e bateram contra um poste e uma árvore, que caíram obstruindo a via, a menos de um quilômetro do local do crime. Eles, então, abandonaram o automóvel e roubaram outro carro, de um morador que saía de casa. 

Baleado, o engenheiro foi levado para o Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal), no Fonseca, onde morreu horas depois. Engenheiro eletricista, carioca, Carlos Francisco foi diretor-presidente das Centrais Elétricas do Piauí (Cepisa) no período de 1965 a 1970, quando foram ligadas as primeiras cidades do estado do Piauí, inclusive a capital, Teresina, com a energia elétrica da usina de Boa Esperança, da Chesf. Ano passado, ele foi um dos homenageados nas comemorações dos 50 anos da empersa. 

Crime - Primeiro a ser rendido pelos criminosos, o caseiro da família, de 29 anos, contou que estava varrendo a frente da casa quando os bandidos surgiram em um Nissan Livina. Eles entraram pelo portão, ordenando que ele fosse junto e que não fizesse barulho.

“Estava aqui varrendo quando eles embicaram o carro e mandaram que eu entrasse em silêncio. Após todo mundo entrar, os bandidos entraram na casa e encontraram o senhor Carlos e a dona Regina. Como eles esqueceram de mim, eu fugi pelo mato. Minutos depois eu ouvi o disparo. Quando voltei, encontrei Carlos no chão e a dona Regina passando mal e desesperada”, contou.

Uma mulher que trabalha como acompanhante dos idosos, disse que os bandidos procuravam por pertences para roubar. Segundo ela, após perceberem que o caseiro havia fugido, se tornaram mais agressivos. Os bandidos estavam no quarto com o casal de idosos, quando Regina gritou, sendo agredida em seguida.

“O homem puxou o cabelo dela e o senhor Carlos reagiu, levando o tiro em seguida. Depois, os três homens entraram no carro, onde um comparsa aguardava ao volante. Quando eu entrei, vi o desespero e levei a dona Regina para casa de um vizinho. Ela estava passando muito mal. Aí os vizinhos levaram o senhor Carlos para o hospital”, disse a acompanhante.

Medo - Segundo vizinhos, o engenheiro morava com a mulher há 40 anos no local, que segundo eles está se tornando perigoso.

“Estou chocada. Nunca vi nada igual por aqui e olha que eu moro na Estrada Muriqui Pequeno há mais de 20 anos. Infelizmente Pendotiba está sofrendo na mão de marginais. Eu conheci o senhor Carlos e ele era uma pessoa super tranquila, gostava de criar pássaros, praticava apicultura”, disse uma vizinha.

Outro morador revelou que está de mudança do bairro devido à violência.

“Não sei mais o que está acontecendo em Pendotiba. Estou chocado”, desabafou.

Investigações - O delegado da 79ª DP (Jurujuba), Luiz Antônio Ferreira, disse que sua equipe procura por imagens de câmeras de segurança que possam ajudar nas investigações. Segundo ele, o caseiro já foi ouvido e os familiares irão depor nos próximos dias.  

“Vamos esperar o enterro e em seguida ouviremos os familiares. Além disso, iremos escutar vizinhos. Nesta semana espero ter, através de digitais, a possibilidade de começar a traçar uma linha de investigação. O certo é que trataremos o crime como latrocínio (roubo seguido de morte), já que objetos pessoais foram levados”, disse o delegado, sem informar o produto do roubo.  


O FLUMINENSE


AVALIE:

 

Enviar para amigo Imprimir

Comente a Notícia

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Grupo O Fluminense. Mensagens que contenham ofensas, acusações e palavrões ou xingamentos não serão publicadas.

Comentários

Esta matéria possui 11 comentário(s)
  1. Marialva - 18/09/2013 - 09:53

    Bandidos do Rio invadiram Niterói. Quanto ao assassinato deste senhor, anotem, que, quando esses assassinos forem presos, lá na delegacia estará um representante da OAB para defendê-los e saber se não sofreram agressões dos policiais.
    Infelizmente, hoje, a "Falsa Justiça se preocupa mais com direitos humanos de bandidos do que dos cidadãos de bem e trabalhadores ! Viva a Justiça Brasileira !!!

  2. LUIS ALBERTO - 18/09/2013 - 10:32

    São uns COVARDES! A polícia tem que achar esses vermes!

    Obs.: o crime não foi na região oceânica, foi em Pendotiba.

    Será que vão publicar meu comentário? Pois tenho sido censurado, não sei por qual motivo.

  3. Helisson Fraga - 18/09/2013 - 11:15

    Com a palavra: A POLICIA, o comando da PM em Niterói
    não quer fazer nada quanto à segurança de moradores, fican
    mos a mercê destes ratos que nem deveriam nascer. Infelismente. Alô Governador, nos pagamos impostos e o

    ELEGEMOS GOVERNADOR!!! ate quando?

  4. Luiz Barbosa - 18/09/2013 - 11:17

    Crimes como esses não podem ficar impunes!!!!

  5. material girl - 18/09/2013 - 12:12

    Um crime hediondo, uma vida ceifada. Até quando as autoridades - e aí me refiro à Estado e Município - vão fechar os olhos para o que está acontecendo em Pendotiba, quiçá Niterói como um todo? Onde está o Sr. Beltrame?????

  6. Jonas - 18/09/2013 - 12:12

    Onde está o aumento de efetivo no 12ºBPM? Onde estão as constantes blitzes prometidas pelo atual comandante? O que tem a dizer o Beltrame sobre a terra de ninguém que virou Niterói???

  7. Pe pequeno - 18/09/2013 - 13:13

    Senhores políticos, vocês nao enxergam que Pendotiba está entregue?????
    Façam alguma coisa!!!!

  8. Marcelo Lopes - 18/09/2013 - 13:44

    Pendotiba pede socorro, após a implantação das UPP's no Rio. Niterói, São Gonçalo e Região dos Lagos vem sofrendo com o aumento absurdo da violência e infelizmente a Imprensa não notícia e PIOR as Autoridades continuam negando essa migração dos bandidos.... Mais quantos precisarão perder a VIDA!!!

  9. rcg todeolho - 18/09/2013 - 15:23

    Todo mundo sabe o que está acontecendo... O crime organizado tomou posse do morro do Mato Grosso, do Jardim América, do Campo Novo... Só que o estado não faz nada pra acabar com esse terror. Já é uma guerra urbana.

  10. Danilo - 18/09/2013 - 19:56

    O jeito é contratar SEGURANÇA PARTICULAR. Assim nasceram as milícias no Rio. O governador nos conduziu a esta situação.

  11. Paula - 19/09/2013 - 00:25

    Fico cada vez mais impressionada com esta cidade e com este jornal, que na maioria de suas reportagens, apresenta erros e informações falsas.

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.

Publicidade:



Redes Sociais






Fale com
a Redação

(21) 2125-3065