CidadesDelegação

Delegação de Chicago visita Câmara de Niterói

0
Tamanho da fonte: A- A+ Por: Thaís Heringer 03/04/2013

Equipe faz intercâmbio de políticas públicas das pessoas com deficiência. O grupo segue hospedado nas instalações da Associação Niteroiense dos Deficientes Físicos (Andef)

 

O presidente da Câmara de Vereadores de Niterói, Paulo Bagueira e a vereadora Tânia Rodrigues receberam na manhã de ontem uma delegação da cidade de Chicago, nos Estados Unidos, que está em Niterói para intercâmbio internacional de políticas públicas das pessoas com deficiência. A equipe segue hospedada nas instalações da Associação Niteroiense dos Deficientes Físicos (Andef). A maior instituição de pessoas com deficiência da América Latina foi escolhida pela World Chicago para coordenar a programação de intercâmbio. 

Durante o encontro, Tânia Rodrigues destacou as conquistas de Niterói, que já esteve em segundo lugar dentre as cidades mais bem adaptadas do Brasil, só perdia para Curitiba (Paraná). A vereadora afirmou sentir orgulho da Andef e do trabalhado desempenhado pela associação. 

“É um prazer enorme saber que a equipe está hospedada na Andef. O Consulado Americano realizou muitas vistorias para verificar se a associação atendia ao padrão de acessibilidade. Sentimos muito orgulho por isso”, disse.

Tânia também comentou sobre a constante luta dos deficientes brasileiros para exercer a cidadania no País. “Toda vez que eu vou para os Estados Unidos, sinto diferença no nível de acessibilidade, que lá é muito maior. Quando volto ao Brasil, começo a ver e comparar as diferenças, coisas mínimas que para a população deficiente é fundamental”, afirmou. 

A medalhista paralímpica Linda Mastrandrea, integrante da delegação e que também foi membro do Comitê de Candidatura de Chicago para os Jogos de 2016, afirmou que a parceria entre as duas nações é fundamental para ressaltar a importância da acessibilidade no mundo. “Estamos todos em uma luta. Estar aqui no Brasil, nos motiva a continuar com este trabalho. Este intercâmbio permite a troca de informações para que alcancemos mais amplitude no que desempenhamos”, completou. 

Em julho, será a vez de 20 brasileiros irem para Chicago e conhecerem o trabalho voltado para pessoas com deficiência nos Estados Unidos. 

 


O FLUMINENSE


AVALIE:

 

Enviar para amigo Imprimir

Comente a Notícia

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Grupo O Fluminense. Mensagens que contenham ofensas, acusações e palavrões ou xingamentos não serão publicadas.

Comentários

Esta matéria possui 0 comentário(s)

Nenhum comentário.

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.