CidadesGuerra

Guerra entre facções do tráfico abala Niterói

2.666665
Tamanho da fonte: A- A+ Por: Ruy Machado 08/11/2012

Denúncias sobre a existência de uma possível guerra entre duas facções criminosas que dominam o tráfico de entorpecentes na cidade estão sendo investigadas pela PM

Agentes do serviço de inteligência do 12º Batalhão de Polícia Militar estão investigando denúncias sobre a existência de uma possível guerra entre duas facções criminosas que disputam o controle dos pontos de venda de drogas nos morros da Zona Norte de Niterói. Nos últimos dias, há relatos de que traficantes do Rio teriam ocupado as localidades de Palmeiras, Juca Branco e Coreia. Na primeira comunidade, há suspeita de que a morte de um menino de 12 anos, sepultado ontem à tarde, tenha sido consequência da guerra do tráfico.

A disputa entre as quadrilhas vem aterrorizando a população, em toda a cidade. Recentemente, houve confronto entre bandidos e policiais nos bairros de Santa Rosa, no morro do Viradouro, e em São Francisco, na Grota do Surucucu. O Preventório, em Charitas, também viveu dias de terror. As últimas ocorrências, no Fonseca, trazem à tona um problema enfrentado por diversos moradores da cidade: a ação de criminosos que “dominam” os morros da cidade. Segundo moradores, estes marginais impõem toques de recolher e promovem bailes funk onde são montadas verdadeiras “feiras do pó”.

Um dos exemplos destes atos praticados por bandidos foi a ação das quadrilhas rivais que aconteceu na terça-feira. Traficantes de drogas do Comando Vermelho (CV) teriam executado um menor de 12 anos com tiros de pistola na parte alta da localidade, durante tentativa de guerra pelo controle da venda de entorpecentes, até então controlado por integrantes do Terceiro Comando Puro (TCP). Pelo menos dez policiais foram deslocados para o local do crime, considerado como ‘área de risco’ pelos PMs. Em pontos estratégicos do Morro das Palmeiras, traficantes vigiavam a movimentação dos militares. Armados de fuzis e pistolas, homens suspeitos teriam sido vistos circulando na parte mais alta da comunidade pouco antes do menor ser executado.

Por determinação do comandante do 12º BPM (Niterói), coronel Wolney Dias, agentes do serviço de inteligência irão investigar denúncias sobre a existência de uma possível guerra entre as duas facções criminosas em luta pelo poderio do espaço. PMs já sabem que a guerra pelo ponto de tráfico vem causando confrontos quase que diários entre os bandos. A Polícia Civil, através do setor de investigação da 78ª DP (Fonseca), informou que todos os traficantes da região estão identificados e estão com pedidos de prisão preventivas decretados.

Bailes – Na Grota do Surucucu, em São Francisco, os bailes funk fazem parte da estratégia do tráfico de drogas para aumentar a venda de entorpecentes e são realizados sempre numa quadra esportiva próxima à Rua Albino Pereira, acesso à comunidade. Ainda segundo as denúncias, os eventos são embalados por músicas que fazem apologia ao tráfico de drogas. Nos bailes, frequentados por crianças e adolescentes, também haveria livre comércio de drogas e bebidas alcoólicas. Traficantes circulariam pelo local armados com pistolas, fuzis e metralhadoras.

Segundo vizinhos da comunidade, durante alguns meses do ano os bailes funk chegaram a ser suspensos, mas teriam sido retomados a todo o volume. O número de assaltos e outros crimes no bairro também teria aumentado, reclamam os moradores.

Neste ano, no Disque Denúncia, foram registradas 96 informações sobre a ação de traficantes na Grota do Surucucu, oito a menos do que o ano anterior. Informações passadas ao órgão dão conta de que os traficantes da região seriam responsáveis pelo monopólio da venda de botijões de gás, instalações de serviço de internet e TV a cabo ilegais, transporte alternativo (moto táxi) e prática frequente de roubo de carros, residências e pedestres naquela região.

Bandidos estariam determinando toque de recolher

No último dia 31 de outubro, uma denúncia encaminhada por um leitor a O FLUMINENSE relatou a chegada de traficantes na comunidade das Palmeiras. Na mesma noite, uma troca de tiros também foi informada por moradores do local e confirmada pelo batalhão da cidade. Desde então, equipes do serviço de inteligência estão à procura destes marginais, que seriam oriundos de outras localidades. O relato de moradores descreve o terror vivido por eles nos últimos dias.

“Acabou de chegar duas vans cheias de bandidos na Palmeiras, em Niterói. São fugitivos do Rio tentando dominar a área. Se puder informar ao 12º Batalhão para verificar eu agradeço, os moradores estão todos apreensivos”, dizia o email de um leitor.

A guerra entre as facções também é relatada com detalhes nas denúncias: “A situação em Niterói está horrível! Eu moro na comunidade da Palmeiras, no Fonseca. Aqui os bandidos da favela das Palmeiras e da Nova Brasília estão juntos. Eles não respeitam moradores, estão expulsando moradores da favela que não têm para onde ir. Cadê a polícia nessa hora? Os moradores pedem ajuda!”.

No Morro do Juca Branco, também no Fonseca, os relatos indicam a presença de criminosos que deixam moradores em pânico.

“Por falar em área considerada perigosa, o Juca Branco não é somente perigoso e sim um reduto de “vagabundos” vindos do Rio. Eles fecham as ruas da comunidade e ameaçam os moradores. São, em média, um grupo entre 15 e 20 homens, maiores de 18 anos”, relatou um leitor.

Em outra localidade, no Morro da Coreia, no Fonseca, Zona Norte de Niterói, moradores também denunciam que a localidade foi tomada por traficantes. Segundo eles, os moradores têm toque de recolher às 21 horas.

Um dos pontos que também é apontado como perigoso é o Morro do Viradouro, em Santa Rosa. No último dia 30 de outubro, durante patrulhamento de rotina, traficantes que tentavam atravessar a comunidade foram surpreendidos pelo policiais militares. Apesar do cerco policial, os criminosos conseguiram fugir.

No Morro do Preventório, apontado pelo Disque Denúncia como uma das comunidades que mais recebeu denúncias no princípio do ano, um posto móvel da Polícia Militar foi instalado. Cerca de 20 policiais do 12º BPM (Niterói) estão, por tempo indeterminado, patrulhando a comunidade. O morro era considerado um centro de venda de drogas e esconderijo de traficantes das comunidades que já foram pacificadas no Rio de Janeiro. A ideia é que o convívio com a comunidade ajude na busca por bandidos e armas, e, ainda, na repressão ao tráfico de drogas.


O Fluminense


AVALIE:

 

Enviar para amigo Imprimir

Comente a Notícia

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Grupo O Fluminense. Mensagens que contenham ofensas, acusações e palavrões ou xingamentos não serão publicadas.

Comentários

Esta matéria possui 23 comentário(s)
  1. Nãoquerodarnome - 08/11/2012 - 14:52

    A esquina da mario viana com a beltrão em santa rosa, próximo a Sousa Soares e Viradouro é um reduto de traficantes, ao ar livre, em área considerada 'nobre' da cidade.

    É IMPOSSIVEl a policia desconhecer e não fazer nada.
    hora de dar um jeito nessa molecada, aproveitar que a maioria ja tá com 18 anos. E quem não tá, manda pra juizado/reformatório.

    Essa esquina fica 24hrs por dia vendendo drogas, faça chuva faça sol, você reduziu ali a molecada já faz sinal pra vir perto do carro vender.

  2. igor - 08/11/2012 - 13:47

    Vamos esperar mais um assassinato de alguem importante para começar a limpeza... Mas ate la, muitos cidadaos de bem vao pagar a conta..triste mas verdade.

  3. Roberta - 08/11/2012 - 15:45

    A sensação é que só tem operação pra prender criminosos cujas vítimas são importantes, desembargadores, procuradores, policial, vereador... Acabar com o crime não é fácil, mas tem que querer!!

  4. Revoltado - 08/11/2012 - 14:47

    Conforme vai prendendo, vai matando, assim eles não voltam, eles não serão um custo pro estado, não corre risco de rebelião, não corre risco de fugir, e só farão falta pra familia.

  5. pedro - 08/11/2012 - 15:46

    Niteroi virou a faixa de gaza, onde se mata juiza, desembragador, vereador e outros, e o IPTU é o mais caro, e os governantes dizem que tem qualidade de vida. São Gonçalo está dando banho em Niteroi, isso é rídiculo

  6. morador - 08/11/2012 - 15:47

    isso e mentira quem matou o menor foi os garotos da facçao tcp ,pois ele se juntou com os garotos da brasil,e ele esta no crime ,por que ninguem entregou a arma e drogas que estava no bolso dele quando ele morreu ,pois tiraram antes de chamar a policia e se apolicia for no numero 133 na celio gouvea vai encontrar armas e drogas pois todos os dias eles se reunem la.ta cheio de vagabundo na comunidade e o povo anda com medo ..nao sei onde isso vai parar..por favor pms dao um jeito nisso

  7. Luiz Barbosa - 08/11/2012 - 08:50

    Toda essa situação já estava sendo prevista desde a pacificação das comunidades do Rio, agora que em Niterói a situação se tornou insustentável as autoridades querem fazer alguma coisa!

  8. anonimo - 08/11/2012 - 16:31

    O recado foi deixado para a P2 do 12º BPM, nº 133 na celio gouvea.

  9. anonimo - 08/11/2012 - 16:32

    Chame o Bope, Eles realmente combatem o crime.

  10. Carlos Faria - 08/11/2012 - 09:34

    Se a situação em Niterói já era preocupante, agora passou a ser desesperadora, com o crescimento das facções criminosas sediadas nas favelas e o reduzido contingente policial disponível e sem perspectiva de acréscimo necessário para conter o crime organizado

  11. Ivan - 08/11/2012 - 09:48

    Tem que cortar o mal pela raiz !!!! A inteligencia da PM tem que trabalhar !!!! 12º BPM está com baixo efetivo, chamem a CORE e o BOPE e façam a limpeza para o Natal !!!

  12. Cidadão inseguro - 08/11/2012 - 10:03

    Pedimos para que a PM não abandone a ZONA NORTE pois a coisa por aqui está complicada!

  13. Cidadão inseguro - 08/11/2012 - 10:05

    Está na hora de chamar o BOPE para fazer uma limpa e tirar os marginais que vieram do Rio!

  14. Baretta - 08/11/2012 - 16:40

    Ué , até onde sabemos essa guera é antiga, muito antiga. Só agora descobriram que a pólvora existe !!!?

  15. ARMANDO CRUZ - 08/11/2012 - 18:24

    Isso explica o linguagem vulgar dos jovens que têm se utilizado da linha 46 no horário de rush, sentido várzea, ao anoitecer e pela manhã, sentido centro. São bárbara as histórias de agressão que relatam quando afirmam "estar de serviço"!

  16. gustavo - 08/11/2012 - 21:01

    falta de comando no batalhão, para com isso, pra cima deles...

  17. verdade - 08/11/2012 - 22:15

    Não aguentamos mais os tiroteios frequentes q varam a noite.
    onde está o 12°btl q nada faz para conter os bandidos q vem da Capital.
    A zona norte tem q ter um DPO na Nova brasilia com bases em outras comunidades, para tentar conter o crescimendo desses marginais.

  18. Insegurança total - 09/11/2012 - 09:45

    Senhor Rodrigo Neves, como seu eleitor comece a trabalhar desde já em sintonia com o governador! Niterói está repleta de vagabundos do Rio! Não aguentamos mais! Devolvam a cidade aos niteroienses, a tranquilidade e paz!

    Passei pela manhã na Magnólia Brasil e Carlos Maximiliano e o comércio estava fechado. Na certa alguém passou por lá e mandou fechar as portas.

    PEDIMOS SOCORRO! TIREM ESSES VAGABUNDOS DA NOSSA CIDADE!

  19. Informação - 09/11/2012 - 07:13

    A população tem é que entrar najustiça não paga mais IPTU enquanto as autoridades não tomarem uma ação enérgica se não senhoras e senhores a bagunça vai continuar.Eu postei aqui que deveria ser feito um abaixo assinado pedindo a mudança de comando no 12BPM pois o coronel que lá esta não ve nada ,não acha nada e os vagabundos estão deitando e rolando em Niterói.Baile funk em comunidade tem que ser proibido, baaile só em clubes fechados e com autorização da prefeitura, PM e Corpo de bombeiros.

  20. Informação - 09/11/2012 - 07:16

    A hora é essa com a mudança de prefeito, pedir audiência com Rodrigo Neves , ficar só reclamando e calado não da mais POVO de Niterói vejam o exemplo de São Paulo,isso foi o comodismo da polpulação paulista e dos orgãos de segurança publica! IPTU SÓ COM SEGURANÇA!

  21. ksinfueaud - 09/11/2012 - 11:50

    Isso tudo é consequência da copa de 2014, eles fazem a limpa lá no Rio e os bandidos fogem para niterói, é muito comodo limpar o Rio e niterói que exploda.. A verdade é que para o governador o 'RJ' é somente a capital, por ter belezas naturais e etc.. Ninguém pensa em nós niteroiense. Na capital, teve até ação do bope para a limpeza das comunidades e aqui quer deixar tudo nas costas do 12º BPM, só que são os mesmos bandidos e precisamos do mesmo recurso para extermina-lós, e DE UMA VEZ POR TODAS

  22. Cunha - 09/11/2012 - 14:52

    Culpa de quem consome. Sem dinheiro, sem arrogância, sem terrorismo. QUEM CONSOME TEM CULPA. Drogas 0, Saúde 10 ! DROGAS NÃO !

  23. Simone - 09/11/2012 - 15:30

    Dia 24 vai ter uma manifestação às 10:30h na Praia de Icaraí. É hora de todos comparecerem. A manifestação é na Zona Sul, mas o pessoal da Zona Norte deve se organizar e comparecer também, afinal, vivemos todos na mesma cidade e o problema é de todos nós. Não interessa onde os bandidos estão concentrados, o prejuízo é para a cidade toda!

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.

Publicidade:



Redes Sociais






Fale com
a Redação

(21) 2125-3065