EconomiaIndústria

Indústria fluminense está em alta e se fortalece no Rio de Janeiro

4
Tamanho da fonte: A- A+ 12/11/2013

Polo automotivo, instalado no Sul do Estado, puxa índices, que registram alta de 3,7% em relação a setembro de 2012. O percentual de crescimento foi maior do que a média nacional (2%)

O polo automotivo que vem se fortalecendo no Estado do Rio de Janeiro puxou a produção industrial do Estado no mês de setembro, segundo dados divulgados pelo IBGE. O Rio teve um aumento de 3,7% na indústria de transformação em setembro, na comparação com o mesmo mês no ano passado. O percentual de crescimento foi maior do que a média nacional (2%).

“Isso mostra que a estratégia adotada está absolutamente correta, em incentivar a vinda de novas empresas do setor automotivo e outras áreas dentro da indústria de transformação”,  afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Julio Bueno.

Para ele, a estagnação pela qual o Estado passou durante décadas, proporciona hoje um potencial de crescimento sem igual.
“Há mercado, há logística, há mão-de-obra qualificada. Enfim, há o desejo de termos uma indústria de transformação forte e estratégias adotadas para tornar isso realidade, como já estamos vendo”, disse o secretário.

Segundo os dados do IBGE o setor de produção de veículos automotores cresceu 23,6%. Vale mencionar também os aumentos das atividades industriais na área farmacêutica (25,8%); borracha e plástico (26%) e produtos químicos (11%).

O Estado do Rio de Janeiro, que concentra a maior parte da produção nacional de petróleo (cerca de 80%), também registrou em setembro avanços na indústria extrativa. O aumento da produção nessa área foi de 2,2%, também acima da médica nacional, de crescimento de 0,7% em setembro desse ano, ante setembro de 2012.´

No total (somando extrativa e transformação) a produção industrial de setembro no Estado do Rio ante o mês anterior foi de 4,4% e sobre setembro de 2012, de 3,5%. No acumulado do ano de 2013, a produção industrial fluminense tem alta de 1,2%. Segundo o IBGE, a alta foi a maior na base de comparação desde julho de 2012, quando o Estado registrou crescimento de 5,6%.

Também em comparação com os demais estados, o Rio saiu na frente. O Estado de São Paulo puxou o indicador nacional para baixo, registrando queda de 2,1% ante agosto e de 1% ante setembro do ano passado. Minas Gerais apresentou aumento de 2% ante agosto e queda de 0,8% sobre setembro do ano passado.

Polo – Concentrado principalmente em Porto Real, no Sul Fluminense, com a produção da Peugeot-Citroen e Resende, com a fábrica de caminhões da Man, o polo automotivo do Rio de Janeiro vai contar também a partir do ano que vem com a produção de veículos da montadora japonesa Nissan.

A empresa está investindo R$ 2,6 bilhões em sua primeira unidade no País, para produzir 200 mil veículos anos, e gerando dois mil empregos. A montadora também está atraindo uma série de fornecedores para se instalarem no entorno de sua fábrica. Pelo menos 15 empresas já anunciaram investimentos superiores a R$ 1 bilhão na região gerando mais de mil empregos.


O Fluminense


AVALIE:

 

Enviar para amigo Imprimir

Comente a Notícia

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Grupo O Fluminense. Mensagens que contenham ofensas, acusações e palavrões ou xingamentos não serão publicadas.

Comentários

Esta matéria possui 0 comentário(s)

Nenhum comentário.

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.

Publicidade:



Redes Sociais






Promoção
para assinantes

CONCURSO CULTURAL "SÃO GONÇALO 124 ANOS, 124 MOTIVOS DE ORGULHO"

Ainda não é assinante? assine já!

Fale com
a Redação

(21) 2125-3065