PolíciaEstudantes

Estudantes são atacadas por jovens skinheads em Niterói

3
Tamanho da fonte: A- A+ Por: Rafael Lopes 13/03/2014

Testemunhas disseram que dois rapazes, um de 17 e outro de 18 anos, ligados ao movimento Skinhead, teriam se irritado ao ver um broche com símbolo comunista

Duas estudantes da Universidade Federal Fluminense (UFF) foram atacadas por volta das 18h de ontem, quando passavam em frente ao bandejão da instituição. De acordo com testemunhas do caso, dois rapazes, um de 17 e outro de 18 anos, que seriam ligados ao movimento Skinhead (grupo neonazista conhecido pela posição radical de ideologias antifeministas e racistas) teriam se irritado ao ver um broche com símbolos comunistas na roupa de uma das vítimas. Por causa disso, uma discussão começou, até que os dois acusados teriam puxado a vítima pelo cabelo e forçado um beijo, passando a mão pelo corpo dela. A outra vítima chegou em seguida e também teria sofrido agressões.

Os seguranças do Campus Gragoatá foram acionados e detiveram os suspeitos até a chegada da Polícia Militar. Um grupo de cerca de 50 estudantes acompanharam o caso em frente à Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), no Centro de Niterói, onde até o fechamento da edição desta quarta-feira, os envolvidos ainda estavam sendo ouvidos.

O advogado Rodrigo Mondego, da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Niterói foi chamado à delegacia e ouviu das estudantes a reclamação de que não havia policiais mulheres para atender as vítimas, o que teria causado constrangimento. 

“Uma policial mulher teria uma sensibilidade melhor para registrar o caso. As estudantes ainda falaram que os rapazes fizeram vários gestos nazistas e debocharam do que fizeram”, disse Mondego.

 

 


O Fluminense


AVALIE:

 

Enviar para amigo Imprimir

Comente a Notícia

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Grupo O Fluminense. Mensagens que contenham ofensas, acusações e palavrões ou xingamentos não serão publicadas.

Comentários

Esta matéria possui 58 comentário(s)
  1. Samuel Procopio - 13/03/2014 - 11:03

    Estes comunistinhas da UFF, munidos de seus carrões do ano e seus laptops q papai pagou ja ultrapassaram as barreiras aceitaveis do ridículo.
    Andam com brochinhos de foice e martelo e depois partem pro plaza, fazer umas comprinhas nas boutiques q ng eh de ferro, neh? Mico mandou lembranças...rs

  2. Olcimar Costa - 13/03/2014 - 10:10

    Macaco Tião só precisa entender: O que é Direitos Humanos e Direitos Desumanos?...
    Olcimar10:10
    CidadedeItaboraíRJ

  3. MARIA - 13/03/2014 - 11:05

    Esta é a geração Y e Z que está surgindo por aí. A geração do "kkkk"...

  4. Daniele - 13/03/2014 - 11:16

    A história está muito mal contada. Prefiro esperar ver o que dizem as testemunhas e os depoimentos dos envolvidos.

  5. Sergio - 13/03/2014 - 10:16

    Skinheads são boilas não assumidos só andam em grupos de afeminados, já viu alguma vez algum skinhead sozinho? Nem vai ver, pois não tem culhões. Outra coisa como podem ser racistas se são TUPINIQUINS, nem europeus são esses merdinhas que vivem as custas dos pais. argh

  6. Robson Cruzoé - 13/03/2014 - 10:08

    Os 02 jovens erraram por abusarem das meninas, a questão do broche nem foi tão relevante, afinal o abuso é coisa muito mais séria. Agora, sobre serem filhinhos de papai como o Sr. José Luiz falou, acredito que estejamos falando de todos os envolvidos, tanto os "skinheads" quanto os "rebeldes esquerdistas", porém, acredito que a questão das drogas seja mais comum ao segundo grupo. Esses comunistas da UFF são ótimos, tem carro do ano, só compram Iphone, e querem ser comunistas! Tem que rir!

  7. guerra - 13/03/2014 - 09:52

    ainda bem que eu naum vi isso, esses drogados merecem punição na medida certa

  8. Jorge Gil - 13/03/2014 - 10:38

    Que saudades do passado, onde não havia skinheads, estudantes estudavam e o Brasil era um país bem tranquilo. Democracia pra que?

  9. Vigilante Revoltado - 13/03/2014 - 10:45

    Nós vigilantes da UFF estamos sem salário até agora! E mesmo assim estamos fazendo o nosso papel! Esta universidade não nos da nenhum valor, vocês não sabem o que nós passamos no nosso dia a dia de trabalho!

  10. Fábio Paiva - 13/03/2014 - 10:03

    Tem que ter muita maconha na cabeça pra defender o comunismo mesmo.

  11. Anonimo - 13/03/2014 - 13:51

    Independente dos -ismos em questão ninguém pode pegar uma pessoa e forçar um beijo ou passar a mão pelo corpo. Tem que enquadrar mesmo.

  12. José Luiz - 13/03/2014 - 08:45

    tudo filhinho de papai que não tem mais o que fazer e se duvidar ainda alimenta o trafico de drogas comprando drogas para os proprios usarem e depois fazerem merda

  13. Marcos Scorzelli - 13/03/2014 - 10:32

    é o desespero que eles estão ao notarem que o povo é de direita e abomina o totalitarismo que estes jovens defendem em Cuba, Venezuela e Coreia do Norte, falam em diversidade mas são agressivos e segregadores quando a diversidade não é a deles.

  14. carvalho - 13/03/2014 - 09:51

    Pois é, tem que dar corretivo pros pais que deixam esses menores sem acompanhamento e não foram educados pra respeitarem o direito do outro, eles acham que colocar filho no mundo é como criar coelhos.

  15. Jefferson - 13/03/2014 - 13:29

    "movimento Skinhead (grupo neonazista conhecido pela posição radical de ideologias antifeministas e racistas)"
    Não. O movimento skinhead NÃO é neonazista... Os neonazistas são neonazistas e ponto. Skinhead não tem a ver com preconceito, pelo contrário. Pesquise. Gaste 30 segundos na wikipedia procurando o termo skinhead que vc já entenderá.

  16. Glub - 13/03/2014 - 12:54

    Deixa ver se entendi alguns comentários: há uma lei que determina que mulheres que usam broche com símbolos comunistas podem ser molestadas sexualmente?

  17. Lourenço - 13/03/2014 - 13:59

    Como disse o Jefferson anteriormente o movimento Skinhead não é neo-nazista, pelo menos não em Niterói... Informe-se melhor sr jornalista...

  18. claudio - 13/03/2014 - 13:16

    Pode ser o que for ou quem for, o importante é respeitar o próximo e saber que o direito de cada um acaba no momento que começa o direito do outro. Além disso, foram covardes! Faz isso com homem que eu quero ver! Vai apanhar muito! Tinha que ficar na gaiola uma semana para sair com cabelo grande e de trança!

  19. Daniel Duff (skinhead) - 13/03/2014 - 14:28

    Em primeiro lugar, é preciso separar o termo "skinhead" da associação direta com políticas de ódio, extrema direita, conservadorismo, nacionalismo e nazi-fascismo, pois um não implica outro.

    Por conta de manchetes irresponsáveis e ignorantes como essa que skinheads antifas (como eu) e tradicionais continuam a sofrer agressões e preconceito por parte do restante da sociedade.

    A mídia trata de marginalizar um movimento legítimo e de cultura riquíssima por simples preguiça/má vontade de pesquisar

  20. nida - 13/03/2014 - 14:34

    Faculdade é pra quem quer estudar, lugar de bandido ou tarado é na cadeia, se fosse com minha filha eu ia até o fim.

  21. Victor - 13/03/2014 - 14:38

    Lamentável o fato…

    Mas lembrando que não todos os skinheads são de direita (como esses são…) no mundo a fora existem skinheads de esquerda cmo o grupo de shinheads SHARP (Shinheads Against Racial Prejudice) e o RASH (Red and Anarchist Skinheads

  22. Thalles de Araujo - 14/03/2014 - 11:28

    Claro que o fato é lamentável.Mas essa história tá muito mal contada. Do jeito que a militância vermelha da UFF é, capaz de ter inventado isso. Melhor aguardar a polícia investigar. Só acho irônico os comunistas de universidades terem horror ao nazismo (que é mesmo algo horrível), mas lutarem por um regime que matou 100 milhões de pessoas e trouxe inúmeras guerras aos mundo.

  23. Rafael Costa - 13/03/2014 - 15:24

    Vamos aguardar investigações da Polícia Federal sobre os comentários criminosos nessa página. Muitos defendendo skinheads. Muitos justificando abusos sexuais. Muitos atacando pessoas que não conhecem. Como assim 90% dos comentários são homofóbicos, racistas, violentos e criminosos? que nojo...
    Denunciando agora!

  24. Rábula - 13/03/2014 - 15:59

    São um bando de imbecis , ao mesmo tempo sodomitas e misóginos, e que precisam desaparecer do mapa imediatamente; não servem para nada.

  25. Bruno - 13/03/2014 - 16:02

    Que ridiculo o editor escrever que ''Skinhead (grupo neonazista conhecido pela posição radical de ideologias antifeministas e racistas)''
    Espero que ele leia a historia dos skinheads,existem vertentes dentro disso,exitem tanto nazistas como não nazistas,extrema esquerda com extrema direita e apoliticos....meu pai

  26. Por que eu leio comentários? POR QUÊ? - 13/03/2014 - 16:14

    Sério que as meninas sofreram violência de um grupo neoNAZISTA (tem que tirar o "skinhead" lá, como já salientado por outrem) e tem gente falando sobre elas serem "maconheiras"? Falando m - sim, m, porque não fazem ideia do que seja isso (não, não sou comunista, antes que venham falar)- sobre comunismo?

  27. Fernanda Novaes - 13/03/2014 - 16:28

    Muita gente falando bobagem. Essa ignorância, esses discursos de ódio legitimizam e incentivam esse tipo de ação. Os achismos que vocês propagam como verdade, na IGNORÂNCIA de passar pra frente o que não sabem, já é um ato de violência. Essas pessoas só passam pro físico o que está na ideologia de vocês. Parabéns pelo incentivo à violência....

  28. Fernanda Novaes - 13/03/2014 - 16:33

    Machistas, agressores (físicos e verbais), neonazistas e seus apoiadores: não passarão!

  29. Fernando Ribeiro - 13/03/2014 - 16:54

    Não suporto nenhum dos dois grupos, não existe Skinhead, Raça Ariana, em país Latino do Terceiro Mundo, e o Comunismo sempre foi um regime totalitário, ditatorial, datado e fadado ao fracasso. Ou seja, esse bando de filhinhos de papai, desocupados, deveriam se preocupar em estudar e trabalhar, ao invés de ficar ocupando a polícia com essas besteiras.

  30. rodrigo - 13/03/2014 - 17:21

    Uma dessas garotas que se diz atacada já tentou me agredir fisicamente(e o fez verbalmente) em um domingo no campo são bento quando eu voltava para casa quando eu critiquei o jornal comunista que ela veio me apresentar. Esse comunistas da UFF são piores que qualquee nazista(inclusive historicamente, mataram mais de 10 milhões de civis) e ficam fumando maconha no bairro de são domingos trazendo insegurança aos moradores.

  31. paulo carvalho - 13/03/2014 - 17:33

    O Fluminense precisa filtrar o que comentam, pois nunca vi tantos comentários preconceituosos e vulgares.

  32. Nero - 13/03/2014 - 17:45

    Skinheads tupiniquins adolescentes, era o que faltava.

  33. Daniel Lemos - 13/03/2014 - 17:57

    Lendo sobre a atuação desses imbecis skinheads e lendo os comentários criticando as vítimas acho que realmente chegamos no fundo do poço!

  34. Nelson Rubens de Niterói - 13/03/2014 - 18:38

    Samuel Procopio falou tudo, botou em palavras o que eu pensava hehehehe

  35. gillier - 14/03/2014 - 07:08

    Absurdo!! Usando ou nao um simbolo, um ser humano nao deve ser vitima deste tipo de constrangimento!!
    Agredir alguem por uma ideologia?? Onde esta a liberdade de expressao!! E nao confundir as coisas ainda existe muito comunista que vai para a UFF de onibus e nem come no bandeijao poir é muito caro para o bolso!!! Que leva marmita de casa!!!

  36. Coveiro - 13/03/2014 - 19:33

    Só capitalistas abusam de mulheres.O capitalismo é um mal que aos poucos está sendo superado. Quando a revolução chegar, quem não tiver satisfeito pega um bote e vai pra Miami vai pagar um plano de saúde lá, e fica por lá! Vocês tem medo de nós mas nós não tememos vocês. Vocês são previsíveis, quando o bicho pega sacam a pastorinha. Covardes...

  37. Paulo - 13/03/2014 - 20:00

    Comunista que usa smarthphone,tem carro, faz compras/lanches no Plazza, mora na zona sul, não é comunista é Picareta.

  38. Maurícfio Andrade - 13/03/2014 - 20:01

    Será que estas meninas não veem que o comunismo foi um fracasso!Nunca conheci um comunista que não morasse na zona sul e tivesse carro do ano. Joga este broche no lixo, pois o seus comunistas do PT estão e vão acabar com o BRASIL. Quem viver verá

  39. Cb 81.XXX - 13/03/2014 - 20:28

    Curioso. Eles chamaram a PMERJ? A mesma PMERJ que dizem que não deveria existir? A mesma PMERJ que chamam de genocida? A mesma PMERJ que dizem ser a mais corrupta e despreparada do país? Curiosa distância entre o discurso e a realidade!

  40. Renan - 13/03/2014 - 20:37

    É sério que uma menina foi agredida por um neonazista por estar manifestando sua preferência política e as pessoas comentam que "A história está mal contada" "esses comunistas da uff bla bla bla" Se fosse um comunista agredindo alguém já teria uma marcha pela família na praia de icaraí. Todos de preto.

  41. Renan - 13/03/2014 - 20:39

    Cadê o povinho do "bandido bom é bandido morto"? Bandido bom tem que ser preto e favelado, não é? O cara só é nazista e agressor sexual. Sendo branco e riquinho ta tudo bem. A culpa deve ser da garota comunista. Viva a "democracia".

  42. hdiasd - 13/03/2014 - 20:41

    conheço os envolvidos e eles não sao nazistas e o tal "abuso" é falso e mentiroso, segundo eles.

  43. Marcos Scorzelli - 13/03/2014 - 22:17

    a estória é mal contada e todo o grupo estranhamente é da turma do DCE, TENTOU estuprar é uma acusação grave e que dificilmente tentariam onde o fato ocorreu...é preciso que a policia APURE o ocorrido e puna quem tiver que punir, imputar estupro a uma pessoa é uma acusação com consequências desastrosas, eu por exemplo se estou perto, uma mulher diz que foi atacada por um ESTUPRADOR eu seria o primeiro a gritar LINCHA...mas o que se vê no facebook é que se tratou de uma acusação POLITICA...

  44. paulo carvalho - 14/03/2014 - 16:27

    Vejo muito recalque e inveja nas pessoas que chamam os outros de filhinho do papai. Que culpa tem uma pessoa de ter carrão,fazer compras no Plazza, jantar em restaurantes de classe! Por que você não tem dinheiro, os outros também não deveriam ter?

  45. Alexandre Magno - 14/03/2014 - 19:24

    Tomara que nenhuma mãe, filha, irmã, tia, prima, sobrinha ou avó de certos comentadores sofra a violência que eles estão a estimular.
    Tomara que vivam muito tempo, também, para que a história lhes mostre o tamanho do erro que cometem pregando machismo, fascismo e intolerância.
    FASCISTAS, MACHISTAS: NÃO PASSARÃO!
    E quem não gostou, bota a cara.

  46. S. - 14/03/2014 - 19:25

    Marcos Scorzelli, não sei se tu sabe a lei de estupro mudou em 2008:

    Art. 213. Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso

    Atente para o outro libidinoso.

    "teriam puxado a vítima pelo cabelo e forçado um beijo, passando a mão pelo corpo dela"

    Se informe mais antes de sair deslegitimando a voz da vítima por aí.

  47. S. - 14/03/2014 - 19:29

    E Rodrigo, você, no mínimo, está mentindo porque a menina no caso não faz parte da Intervenção Comunista que distribui o dito jornal.

    Ah e desde quando agressão verbal legitima estupro?

  48. Rojco - 14/03/2014 - 03:25

    Independente do fato, que deve ser punido conforme a lei, independente de quem são os envolvidos, o que acho interessante é que sempre é assim, eles vivem pregando o fim das polícias, que são todos corruptos, que não servem para nada, mas quando são vítimas, procuram a ajuda de quem? Partidos de esquerda, OAB, direitos humanos... não, é justamente a polícia. Engraçado, não? Bando de hipócritas, filhinhos de papai.

  49. Guilherme Aglio - 14/03/2014 - 03:39

    É impressionante como tem gente mais preocupado com a opinião política das garotas do que com o fato de terem sido assediadas e violentadas.

    Ta certo, pra ser reacionário, tem que ser REACIONÁRIO ROOTS mesmo, onde o anti-comunismo respira mais fundo do que qualquer outra coisa.

    Pelo amor...

  50. Rafael - 14/03/2014 - 23:25

    Juro que não consigo entender um brasileiro neo nazista kkkkkkkkkkk. Hitler deve estar se revirando no túmulo.

  51. Livia Monte - 15/03/2014 - 18:08

    Ser comunista não é fazer voto de pobreza!

  52. Jose Fernando Esteves - 15/03/2014 - 00:48

    Advogado da Comissão de Direitos Humanos ao lado das vítimas? É a primeira vez que vejo isto! Normalmente, defendem os direitos dos criminosos, ignorando as vítimas e os policiais mortos na luta contra o crime!
    O que ninguém mencionou foi que estas moças defendem na Internet a marcha das vadias e já se manifestaram sobre fazer ataques sexuais a membros da direita conservadora! isto me leva a crer que a história verdadeira pode ser outra, ainda mais porque a causa foi discussão política.

  53. mapi - 15/03/2014 - 20:32

    Essas figuras feministas e comunistas são extremamente preconceituosas com todos e tudo que não diz respeito a sua edeologia. Não acredito em uma palavra das suas acusações. Elas estão usando o ocorrido para ferrar os rapazes,por não pactuarem com suas ações populistas tupiniquis arrogantes.

  54. NaSuaPele - 15/03/2014 - 13:10

    Não sou comunista, machista ou feminista. A questão é a seguinte, se vc desqualifica o assédio sexual e a agressão ocorrida, que tal emprestar a sua mãe, irmã ou namorada pra ser abusada tbem? Se vc tem raivinha do comunista pq ele tem carro novo ou pq ele tem um celular da apple, e por isso desqualifica a acusação, faça um favor à sociedade e " Adote um estuprador!". E tem mais, pq ao invés de postar m aqui, vcs não vão apresentar os seus ideais em público? Faz cartaz anti direitos humanos.

  55. Nivaldo - 16/03/2014 - 06:57

    Interessante observar q todo comunista em apuros, chama logo aquela instituição q mais ataca: a policia. Eh mesmo de dar pena ver jovens repetindo ideias ultrapassadas como se fosse o suprassumo. Estudam em universidades mantidas com o dinheiro dos contribuintes capitalistas e ainda se acham os maiorais. Vai entender...

  56. Jader - 18/03/2014 - 22:33

    Os advogados não deveriam ir lá defender os acusados?

  57. Raphael - 19/03/2014 - 03:08

    Mentira, isso é pura falsificação esquerdista, não existem grupos nazistas no Rio. Acontece que a população tá de saco cheio de comunismo e os caras queriam zoar a garota.

  58. Zilá - 22/03/2014 - 06:41

    Comunistas? FAZ-ME RIR... sou de 1935 e vivi a intervenção militar que diga-se de passagem foi linda e maravilhosa, as coisas tinham fluidez e o pais crescia de maneira consciente e organizada, peço a Deus que me permita ver os militares novamente nas rédeas deste país que tanto amo, e que tais radicais comunistas sejam educados nas bases do respeito e da democracia, e que os politicos sejam presos e seus bens devolvidos ao povo.

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.

Publicidade:



Redes Sociais






Fale com
a Redação

(21) 2125-3065