PolíciaMenino

Menino baleado no Morro do Estado sai de hospital

0
Tamanho da fonte: A- A+ Por: Bianca Lopes 19/12/2012

Outros dois que foram atingidos seguem internados

Uma das três crianças baleadas no Morro do Estado, no Centro de Niterói, durante tiroteio na tarde da última terça-feira, recebeu alta do Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal), no Fonseca, na manhã desta quarta-feira. G., de 10 anos, foi atingido no pé direito. Ele está em casa sob os cuidados da família. Já M., de 11 anos, ferido no tornozelo esquerdo, segue internado na mesma unidade de saúde. De acordo com informações da Secretaria Estadual de Saúde, seu quadro clínico é considerado estável.  

Em outro hospital, também segue internado A., de 6 anos. Ele foi atingido na perna direita e submetido a uma cirurgia na tíbia, no Hospital Universitário Antônio Pedro (Huap), no Centro de Niterói. Ele foi operado na terça-feira. Segundo informações da direção da unidade de saúde, A., que é irmão de M., se recupera bem e com previsão de alta para sexta-feira. 

O tiroteio ocorreu durante uma gravação de imagens que o Grupo de Apoio aos Promotores de Justiça (GAP) do Ministério Público fazia próximo à comunidade, segundo a Polícia Militar. Criminosos teriam disparado contra o grupo de policiais, iniciando o tiroteio. Segundo moradores da comunidade, as crianças estavam brincando em uma calçada quando foram feridas a tiros.

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) informou, por meio de nota, que policiais integrantes do GAP foram ao Morro do Estado para obter informações para uma futura operação que seria realizada na comunidade e foram recebidos à bala.

Após o confronto, policiais registraram o caso na 76ª DP (Centro), que apura se os tiros que atingiram as crianças realmente foram disparados por traficantes. 

O relações públicas do 12ºBPM (Niterói), subtenente Ricardo Garcia, informou não haver, por enquanto, necessidade de reforçar o policiamento no entorno do Morro do Estado.


O FLUMINENSE


AVALIE:

 

Enviar para amigo Imprimir

Comente a Notícia

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Grupo O Fluminense. Mensagens que contenham ofensas, acusações e palavrões ou xingamentos não serão publicadas.

Comentários

Esta matéria possui 2 comentário(s)
  1. CABO JULIO 12º BPM ou JULINHO DO LARGO DO MARRÃO - 20/12/2012 - 14:05

    Eu quero falar para o Doutor, que aqui não tem nenhum leigo em Direito Penal, pois, eu tb sou graduado em Direito e Pós Graduado em Penal e Processo Penal, tb tenho curso de Seg Púb. Drº! se o srº não sabe eu vou lhe dizer, o problema só acabará quando acabar os viciado, pois, estes sim, que financiam o narcotráfico. Vcs cheiram cocaina, loló, fumam maconha e crack e depois querem jogar o problema da violencia nas costas das Policias? Acorda DRº. Vai labutar em outra area.

  2. Fellipe Lopes - 21/12/2012 - 20:53

    O Policial esta totalmente certo, tem que acabar com esses viciados safados e essa bandidada, os policiais ganham muito pouco para a profissao arriscada que tem.

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.


Publicidade:

Publicidade:



Redes Sociais






Fale com
a Redação

(21) 2125-3065