Assine o fluminense

Justiça suspende eleição da ABI



Segundo TJ uma das chapas tentou fraudar o pleito

Momento em que o oficial de Justiça entrega ofício de suspensão das eleições

Divulgação

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) suspendeu, em caráter liminar, as eleições na Associação Brasileira de Imprensa (ABI), marcadas para acontecer nesta sexta (26). A decisão, tomada pelo magistrado Rossidelio Lopes da Fonte, titular da 36ª Vara Cível, considerou que Domingos Meirelles, presidente da ABI em exercício e candidato à reeleição pela Chapa 1 – ABI para Todos, “vem tentando fraudar o pleito, descumprindo as normas estatutárias, bem como o regulamento eleitoral da entidade, a fim de coibir a livre inscrição de chapas e c​ercear o direito ao voto de parte dos associados, o que já teria ocorrido desde o último certame em 2016”.

Além da suspensão do pleito que aconteceria nesta sexta, a liminar também indica a reabertura do prazo de inscrição das chapas e determina a Domingos Meirelles e a ABI de “se absterem de estabelecer qualquer obstáculo ou restrição ilegal à inscrição das chapas devidamente habilitadas, sendo certo que, em caso de inabilitação, a decisão que a reconhecer deverá ser escrita, devidamente fundamentada e adequadamente publicada”.

Na decisão do magistrado, registra-se ainda que as eleições deste ano não são o único alvo de sua definição. Segundo o titular da 36ª Vara Cível, quando analisadas as eleições do ano de 2016, “verifica-se que há evidências de violação do regulamento eleitoral, na medida em que não foi observada a devida publicidade dos atos do Conselho Deliberativo da entidade, que regulamentaram a aplicação das normas concernentes ao processo eleitoral”. A liminar, no entanto, mantém os atuais gestores na condução de seus cargos até outra decisão.

Tumulto – Também marcada para a manhã desta quinta, a Assembleia Geral da instituição, que entre outros assuntos trataria da aprovação das contas da atual gestão, acabou se transformando em uma sessão tumultuada com representantes de diversas chapas que pretendem disputar a direção da ABI neste ano. Com a presença de veteranos jornalistas associados, acirrados debates e bate-bocas tomaram conta do encontro, o que acabou prejudicando a sessão.

Em dado momento da Assembleia, um oficial de Justiça comunicou a decisão do TJ-RJ para a suspensão das eleições.

Em disputa – Caso não houvesse decisão judicial contrária e as eleições acontecessem normalmente, três chapas disputariam a direção da ABI. Concorrendo a reeleição, a “Chapa 1 – ABI para Todos” é encabeçada por Domingos Meirelles, que tenta a reeleição. Meirelles conta com Nacif Elias como vice, e Eraldo Leite, como diretor de jornalismo.

Na oposição, até o momento, constam duas chapas. A “Chapa 2 – ABI Luta pela Democracia” é comandada por Paulo Jerônimo, mais conhecido como Pagê, como candidato à presidência, Cid Benjamin como vice e Marco Auler como diretor de jornalismo.

A “Chapa 3 – Barbosa Lima Sobrinho”, por sua vez, tem Carlos Augusto Marins de Aguiar como candidato à presidência, Washington Luiz Pinto Machado, como vice, e Ricardo de Lira Ribeiro, como diretor de jornalismo.

O FLUMINENSE tentou contato com Domingos Meirelles, presidente da ABI, para ouvir sua defesa, mas, até o momento, não conseguiu resposta.

 
Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comments

Veja também

Scroll To Top