Assine o fluminense

Gasolina e etanol apresentam aumento em Niterói e SG

Nos últimos três meses, etanol subiu em média 13% nas bombas de SG e 9,75% nos postos de Niterói

Com a variação de bomba para bomba, a pesquisa segue sendo a maior aliada do consumidor na hora de abastecer

Evelen Gouvêa

A alta no preço dos combustíveis está assustando motoristas de Niterói e São Gonçalo. Dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) apontam que, nos últimos três meses, o etanol aumentou 13,46% em São Gonçalo, enquanto em Niterói está 9,75% mais caro. O gás natural veicular (GNV) e a gasolina também apresentaram aumento. Segundo especialistas, a tendência é que o cenário se intensifique.

Em Niterói, a gasolina variou +5,55% nos últimos três meses. Em fevereiro, o litro do combustível saia em média a R$ 4,68, saltando para R$ 4,94/L, em média, na última medição divulgada pela ANP em abril. Nesta segunda-feira (6), o litro da gasolina foi encontrado entre R$ 4,89 (Fonseca, Zona Norte) e R$ 5,29/L no Centro da cidade, uma variação de 8,17%.

Já o etanol, saiu de R$ 3,69/L, em média, em fevereiro, para R$ 4,05/L, em média, em abril, um crescimento de 9,75%. O maior preço encontrado nos postos é de R$ 4,39/L no Centro, em Piratininga, na Região Oceânica e em São Francisco. O GNV teve redução de 0,32% na cidade. O preço médio de fevereiro era R$ 3,06 por metro cúbico, enquanto em abril chegou a R$ 3,05. No mesmo bairro, Centro, o combustível pode ser encontrado a R$ 3,29 e  R$ 3,09, caindo para R$ 2,99 no Fonseca.

São Gonçalo não apresenta preços mais em conta. A média do litro da gasolina variou +5,21% entre fevereiro e abril, saindo de R$ 4,63/L, chegando a R$ 4,89/L. Nesta segunda, o valor do litro foi encontrado entre R$ 5,19/L no bairro do Coelho e R$ 4,99/L na rodovia BR-101, altura do Boa Vista.

O etanol foi o combustível com maior variação no município, +13,46%. Em fevereiro o preço médio do litro era de R$ 3,49/L, evoluindo para R$ 3,96/L em abril. No bairro do Coelho, no entanto, o valor chega a R$ 4,39/L nesta semana. O GNV também subiu de R$ 3,02 por metro cúbico, em média, em fevereiro, para R$ 3,12/L em abril. Em Alcântara e no Boa Vista, o combustível foi encontrado a R$ 2,99.

O gerente administrativo Thiago Barbosa, de 40 anos, optou pela instalação do GNV há 3 anos ao calcular sua economia de um combustível para outro. A conta continua sendo feita por ele e, por enquanto, o gás ainda compensa.

“O preço aumentou mas ainda vale a pena. Recebo o dinheiro da passagem mas ainda sim tenho que usar o salário para complementar”, contou.

Doutora em economia, a professora das faculdades de economia e direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Beatriz David, ressalta que o preço dos três combustíveis tende a aumentar nos próximos meses. Isso porque o petróleo é cotado no País a preço internacional e a cana-de-açúcar, que dá origem ao etanol, deve entrar em período de entressafra.  

“Com a crise política na Venezuela e o embargo [à compra de petróleo] no Irã, há uma diminuição de oferta do commodity e o preço tende a subir. A política da Petrobras não atende apenas ao custo de produção do Brasil, é um misto entre o país e o mercado internacional, mesmo que aqui o preço médio seja mais barato”, aponta, explicando sobre a alta da gasolina e do GNV.

Segundo a especialista, o valor do álcool etílico depende do período da safra da cana-de-açúcar e também de sua qualidade. Os próximos meses deve ser de entressafra, o que pode aumentar os preços nas bombas. A dica para economizar é que o motorista conheça o seu veículo, já que o rendimento do automóvel não é o mesmo para os diferentes combustíveis.

“O motorista pode optar por fazer um investimento inicial com a instalação do gás, mas também não está tão compensatório como antes, pois é um derivado do petróleo e está subindo. Tem que fazer a comparação na bomba, pois o preço varia de acordo com o modelo e a quilometragem rodada. A melhor alternativa é individual”, finaliza. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comments

Sebastião
Como que a gasolina em países vizinho importado do Brasil custa 1/3 do valor cobrado aqui.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Veja também

Scroll To Top