Assine o fluminense

Vítimas do virtual

Márcio Kieling e Carol Nakamura vivem um casal vítima do mundo virtual no espetáculo ‘Até que a internet nos separe’, no palco do Eduardo Kraichete

Comédia conta a história de Pâmela e Márcio, que estão prestes a completar sete anos de casados e se veem diante de um dilema: a era digital e a preocupação com a nossa aparência virtua

Divulgação

Nesta sexta e no sábado, às 21h, o palco do Teatro Eduardo Kraichete recebe um espetáculo que fará o espectador refletir bastante sobre os dias atuais. “Até que a internet nos separe”, protagonizado por Carol Nakamura e Márcio Kieling, é uma comédia que conta a história de Pâmela e Márcio, que estão prestes a completar sete anos de casados e se veem diante de um dilema que afeta cada vez mais as relações de hoje em dia: a era digital e a preocupação com a nossa aparência virtual.

O ciberespaço é cada vez mais apontado como o principal responsável pelas crises nos relacionamentos. O casal Pâmela e Márcio conflitam situações do dia a dia com a exagerada influência digital em suas vidas. Essa nova realidade apareceu para colocar à prova se os casais realmente se amam. Pâmela e Márcio, como todas as pessoas, são adeptos do mundo virtual e, sem perceber, estão cada vez mais dependentes dele.

“As pessoas se identificam e eu acho que isso é a grande questão da peça. Porque elas vão assistir, se divertem e, ao mesmo tempo, têm uma reflexão do quanto você perde ou é influenciado pelo que acontece na internet”, conta Márcio Kieling, que também confessa que se vê no seu personagem. “Eu, como autor do espetáculo, não tenho como não me identificar, pois a peça foi escrita baseada em situações que aconteceram comigo ou situações que amigos meus passaram”, admite.

A ideia do espetáculo surgiu quando Márcio estava querendo produzir e viajar com uma peça de teatro. No entanto, viu que seria quase que impossível, pois não tinha verba de patrocinador e nem dinheiro em caixa. Foi aí que pensou em ele mesmo escrever o espetáculo.

“Sou formado em cinema. Sempre gostei de escrever. Já tenho uma pequena experiência, pois escrevi alguns curtas-metragens. A ideia surgiu observando o comportamento dos casais nessa era digital”, detalha.

O ator ficou conhecido nacionalmente por interpretar o personagem Perereca na novela “Malhação”. Por anos, ficou taxado por esse personagem. Márcio conta como fez para se desvincular do personagem e engatar ainda mais a sua carreira de ator.

“Logo quando saí da ‘Malhação’, fiz duas novelas na Globo e, sempre que me encontravam na rua, falavam do Perereca. Eu me incomodava com isso. O tempo passou, fiz alguns outros personagens e, hoje em dia, as pessoa ainda lembram do Perereca, só que, agora, ele ganhou um “concorrente”, que foi meu personagem no filme “2 Filhos de Francisco”, no qual dei vida ao Zezé di Camargo. Ao contrário de quando comecei, hoje fico feliz das pessoas me chamarem pelo personagem, pois depois de quase 18 anos, eles ainda lembram do Perereca/Zezé. Acredito que atores são feitos de personagens marcantes. Eu posso dizer que entrei para o time de Renata Sorrá, Beatriz Segal, Glória Pires, entre outros, que deixaram marcado seu nome na história da teledramaturgia”.

Carol Nakamura despontou no cenário artístico do País como uma das principais dançarinas do “Domingão do Faustão”. Ela lembra como foi essa transição da dança para a atuação.

“Fique no Faustão por 13 anos e, durante esse tempo, fiz alguns cursos de interpretação. Só que nunca foi o meu sonho ser uma grande atriz. Só que teve uma novela que precisava de um núcleo oriental, fiz o teste e passei. A partir disso, comecei a amar essa profissão que ao mesmo tempo é encantadora e desafiadora. Logo depois da novela, conheci essa figura que é o Márcio e ele me convidou para fazer o papel no teatro”, revela. 

O Teatro Eduardo Kraichete fica na Avenida Roberto Silveira, 123, Icaraí, em Niterói. Sexta e sábado, às 21h. Preço: R$ 60 (inteira). Classificação: 14 anos. Telefone: 2610-3902.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comments

Veja também

Scroll To Top