Assine o fluminense

Eleições no Fluminense

A tendência é que três nomes, todos eles tidos como oposição, concorram à cargo de presidente do Tricolor

Pedro Abad antecipou as eleições no Tricolor para o dia 8 de junho

Lucas Merçon / Fluminense F.C.

O momento político do Fluminense está fervendo com a eleição presidencial prevista para junho. Apesar de ter mandato até o fim do ano, o atual presidente, Pedro Abad, optou por antecipar o pleito depois de quase sofrer um processo de afastamento em dezembro. A tendência é que três nomes, todos eles tidos como oposição, concorram à cargo de presidente do Tricolor.

Derrotados por Abad no último pleito, o empresário e médico Celso Barros, que presidiu a Unimed na época em que a empresa injetou muito dinheiro de patrocínio no clube, e o advogado Mário Bittencourt uniram forças. Mário, que ganhou notoriedade ao liderar o processo que evitou o rebaixamento do Fluminense no Campeonato Brasileiro de 2013, deve ser o cabeça da chapa. Por este motivo que o ex-vice-presidente de futebol Ricardo Tenório deixou o chamado Triunvirato da oposição.

O terceiro candidato, que já anunciou que vai tentar o mandato, é o engenheiro Ayrton Xerez, de 72 anos. Ex-deputado federal, ele, que foi secretário de Meio Ambiente na gestão de César Maia à frente da Prefeitura do Rio de Janeiro, é integrante do grupo “Honra, Glória e Tradição” (HGT).  

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comments

Veja também

Scroll To Top