Assine o fluminense

Para dar confiança ao novo treinador

Com clima leve e descontraído, técnico conquista time do Botafogo

Com a característica de conciliar o ambiente, Zé Ricardo já começou a trabalhar com os jogadores do Botafogo e foi muito elogiado pelos comandados

Vitor Silva/SSPress/Botafogo

O técnico Zé Ricardo assumiu o comando do Botafogo esta semana, na vaga de Marcos Paquetá, mas já é fácil perceber que o treinador caiu no gosto do plantel. Se antes os atletas eram vistos com um semblante de preocupação, agora os treinos são mais leves e o clima de brincadeira voltou ao Estádio Nilton Santos. A confiança se deve a bons trabalhos realizados recentemente pelo técnico à frente de Flamengo e de Vasco.

Companheiro de Zé Ricardo no Vasco, o volante Jean explicou que a chegada do treinador devolveu a confiança de todos. No ano passado o treinador assumiu o Vasco em meio a um clima de desconfiança no Campeonato Brasileiro, a exemplo do que acontece agora com os botafoguenses, e conseguiu classificar o Cruz-Maltino para a Copa Libertadores. Aquela arrancada foi motivo de uma conversa com Jean na chegada ao Botafogo.

“Quando o encontrei ele me perguntou: “Pronto para darmos mais uma arrancada?”. Aí respondi a ele que se conseguir nos classificar para a Copa Libertadores já está bom. O Zé Ricardo é um treinador muito competente, que fala a linguagem do jogador e com certeza vai acrescentar muito ao time do Botafogo. A nossa expectativa é subir de produção no Campeonato Brasileiro e alcançar bons objetivos”, disse Jean.

Jean falou ainda da semelhança entre a chegada de Zé Ricardo no Vasco e agora no Botafogo.

“Se não me engano ele foi o terceiro treinador no Vasco ano passado, com um cube numa situação parecida com a nossa, mas o principal aspecto do Zé é como ele gere o grupo e faz com que todos fiquem à vontade. Não só ele como o Cléber, seu auxiliar. Tem tudo para dar certo, assim como foi feito no ano passado. Ele chegou e me perguntou se estava pronto para dar uma nova arrancada. Disse que se nos colocasse na Libertadores já estava bom(risos)”, disse Jean.

Por fim, Jean ressaltou que o Botafogo precisa parar de oscilar durante as partidas.

“É uma coisa que o Zé em sua primeira conversa bateu de frente. O principal é não oscilar mais, criar uma identidade e firmar nela. O nosso jogo contra o Santos, por detalhes, teve o nosso perfil, com concentração. Esse é o nosso perfil. Dentro ou fora de casa nós temos que incomodar. O adversário tem que saber disso quando enfrentar o Botafogo”, contou.

O treinador conta com a confiança do plantel.

“O Zé Ricardo vem de bons trabalhos no Flamengo e no Vasco e com certeza chega para acrescentar muito ao nosso grupo. Estamos todos focados em fazer o Botafogo reencontrar o caminho das vitórias”, disse o zagueiro argentino Joel Carli.

O Alvinegro volta a campo pelo Campeonato Brasileiro neste domingo, às 11h(de Brasília), para medir forças com o Paraná Clube, no Estádio Durival de Britto, em Curitiba (PR), pela 18ª rodada da competição. O time do Botafogo para este confronto será divulgado apenas antes do jogo. Neste sábado a delegação botafoguense embarca para a capital paranaense. Com 21 pontos, o Glorioso está na parte intermediária da tabela de classificação.

 
Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comments

Veja também

Scroll To Top