Assine o fluminense

Comunidade faz a festa com o 2º lugar


Após o resultado, a comemoração foi com o enredo da vermelho e branca de Niterói, “Viraviradouro”

A taça foi muito festejada na quadra da Unidos do Viradouro, no Barreto

Lucas Benevides

O título de vice-campeã foi recebido com festa na quadra da Unidos do Viradouro, no Barreto. Mais de 3 mil pessoas acompanharam a apuração ao longo da tarde desta quarta-feira (06), e estenderam a estadia até a chegada da taça, vinda direto da Apoteose. Após o resultado, a comemoração foi com o enredo da vermelho e branca de Niterói, “Viraviradouro”.

Desde o início da tarde, centenas de pessoas foram chegando à quadra da agremiação, que já estava lotada ao fim da apuração. Nem uma chuva forte que caiu por alguns minutos assustou os torcedores da vermelho e branca, que lotaram ainda mais o local após o resultado. 

Rainha da bateria Furacão da Viradouro há 6 anos, Raíssa Machado acompanhou a abertura das notas na sede da escola. Ela disse que gosta da sensação de estar junto à comunidade na espera do resultado. 

“Estamos muito felizes com esse título. Nosso desfile foi muito bem-feito, estamos com sensação de campeã, é um orgulho para nossa cidade”, disse, comentando que o desfile das Campeãs, no próximo sábado, terá um gostinho diferente.

Responsável por comandar a bateria Furacão da vermelho e branca, Mestre Ciça chegou à quadra após o resultado da apuração e foi ovacionado pela torcida. Os ritmistas da vermelho e branca conseguiram 30 pontos e mais uma nota 9,9, que foi descartada.

“Não posso reclamar das notas. Foi uma vitória pra mim, pois resgatamos a bateria da Viradouro, fizemos um trabalho de base. Quando o presidente me perguntou se a escola tinha a melhor bateria do Rio, eu falei que não, mas que no ano que vem seria”, contou. 

Quem também acompanhou a festa da torcida vermelho e branca diretamente da quadra da Viradouro foi o prefeito interino Paulo Bagueira, que ainda levantou a taça do vice-campeonato. 

“Parabéns à Mangueira, que é uma escola de comunidade. A Viradouro também representa a cidade e também é uma escola de comunidade, saímos do grupo de acesso e somos vice-campeões do carnaval. Tem uma importância fundamental para a cultura popular brasileira”, afirmou, creditando a vitória a um conjunto de ações, como a  participação da comunidade, direção da escola e à prefeitura, que contribuiu nas ações da agremiação.

Durante a apuração, toda a quadra vibrava a cada nota 10 e reclamava de uma “injustiça” nas notas menores. Os torcedores ainda celebravam os pontos perdidos das adversárias, principalmente a Mangueira, que acabou sendo a grande vencedora do carnaval deste ano. 

A professora aposentada Tânia Maria Medeiros, de 66 anos, não perde um evento da agremiação. Ela desfila há 8 anos na ala da comunidade, quando o amor pela escola começou após o filho, Rafael Medeiros, entrar para a bateria da vermelho e branca de Niterói. Todo ano a família se reúne para assistir a apuração e torcer na quadra. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comments

Veja também

Scroll To Top