Assine o fluminense

Acusada de chefiar quadrilha que rouba comércios é presa

Segundo a polícia, ela aparece em imagens de assaltos a uma loja de joias e outra de telefonia em Icaraí

Imagens de câmeras de segurança mostram momento em que dupla entra em loja de telefonia em Icaraí para roubar. Bandido mostra arma para funcionários, rouba celulares e deixa estabelecimento acompanhado da mulher

Reprodução de vídeo da TV Globo

A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira (14) uma mulher apontada como chefe da quadrilha que assaltou uma joalheria e uma loja de telefonia na Rua Coronel Moreira César, em Icaraí, Zona Sul de Niterói, em fevereiro deste ano. Os dois crimes foram registrados por câmeras de segurança. Agentes da 19ª DP (Tijuca), que realizaram a prisão no Morro da Formiga, informaram que Rychelle Santos Dias Gomes, de 20 anos, também estaria atuando em bairros das zonas Sul e Norte do Rio de Janeiro. 

Segundo a polícia, a quadrilha, especializada em roubos a lojas de joias e de departamentos, pode ter faturado R$ 500 mil em mercadorias. A mulher e três comparsas são acusados de roubar, em fevereiro, a joalheria do Shopping Icaraí, sem chamar a atenção de quem passava pelo centro comercial. Na época, o delegado da 76ª DP, Glaucio Paz, já havia afirmado que os criminosos tinham sido reconhecidos e que eram do Rio, com participação em crimes em Niterói. 

Nas imagens, um casal entra no shopping e a mulher carrega uma mochila similar às utilizadas em entregas delivery. O comparsa a espera do lado de fora da loja, enquanto ela entra e discretamente anuncia o assalto. O segurança do centro comercial não percebe a ação, enquanto um terceiro homem, vestido com um colete de motociclista, o aborda também de maneira discreta. 

O quarto bandido fica do lado de fora vigiando a entrada do shopping. Em menos de três minutos, a mulher sai carregando, além da mochila, uma sacola nas mãos, com várias mercadorias. 

Rychelle também é acusada de, no mesmo mês, assaltar uma loja de telefonia no bairro, desta vez no shopping Central Prime, na mesma via. Segundo a polícia, ela e um comparsa fazem algumas perguntas aos funcionários e logo anunciam o assalto. Imagens mostram que, enquanto a mulher vigiava os vendedores e clientes, o outro pega as mercadorias e coloca em uma mochila e uma mala.  

Segundo a Polícia Civil, Rychelle já estava sendo monitorada pelos agentes da 19ª DP e foi pega através de um cerco montado no acesso ao Morro da Formiga, na Tijuca. Ela foi reconhecida em várias imagens de câmeras de segurança de lojas que já foram alvos da quadrilha. 

De acordo com a delegada titular da 19ª DP, Cristiana Onorato, a acusada responde pelo crime de roubo majorado pelo emprego de arma de fogo e concurso de pessoas e associação criminosa. Contra ela constam pelo menos sete inquéritos instaurados em várias delegacias para apurar roubos a estabelecimentos comerciais no Rio e em Niterói.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comments

Veja também

Scroll To Top