Assine o fluminense

Idosa baleada não sabe se vai recuperar a visão

Atingida no olho direito em hospital de Santa Rosa passará por avaliação em hospital oftalmológico

A idosa atingida por uma bala perdida no Hospital Maternidade Santa Martha, em Santa Rosa, no último sábado (11), passou por exames oftalmológicos na manhã desta segunda-feira (13), mas ainda não é possível saber se ela vai restaurar a visão. Segundo o filho da vítima, será preciso uma tomografia específica da órbita para avaliar se os nervos óticos estão íntegros. 

Internada no Centro de Tratamento e Terapia Intensiva (CTI) da unidade desde o incidente, a idosa foi encaminhada para o Hospital de Olhos de Niterói, em Icaraí, onde realizou um exame de ultrassom do olho atingido e retornou para a unidade hospitalar. 

“No exame, identificaram que o globo ocular está íntegro, com alguns deslocamentos nas laterais que não afetam a visão. Porém, está com muito sangue internamente, o que faz com que ela não consiga enxergar neste momento. Ela terá que realizar uma tomografia específica da órbita para avaliar se os nervos óticos estão íntegros. Somente depois, conseguirão nos dar uma posição sobre a restauração da visão neste olho”, disse o filho da vítima. 

Ainda de acordo com o familiar, a paciente está lúcida, mas apresenta dificuldade ao falar devido o inchaço da face. O sistema auditivo da vítima não foi afetado pelo ferimento. O filho ainda disse que os médicos estão estudando a possibilidade de realizar na próxima quinta-feira a cirurgia para a retirada da bala que permanece alojada, dependendo do desenvolvimento do seu quadro de saúde.

A investigação do caso está a cargo de policiais da 77ª DP (Icaraí). Segundo os agentes, os PMs envolvidos no tiroteio com traficantes do Morro Souza Soares, vizinho ao hospital e de onde teria partido o disparo ainda serão ouvidos. 

As investigações apontam que a PM foi chamada para coibir o tráfico de drogas e um baile funk que acontecia na comunidade Souza Soares, próximo ao local. Os agentes foram recebidos por tiros e, segundo a investigação, pela trajetória do disparo, o tiro que atingiu a paciente partiu de traficantes do alto da comunidade. O resultado da perícia realizada no último sábado deve ser divulgada na próxima quarta-feira. 

Memória - A idosa estava internada no hospital desde o dia 23 de julho, aguardando uma cirurgia de vesícula e foi atingida por uma bala perdida dentro do quarto, no terceiro andar do hospital. Ela se recuperava, ainda, de uma cirurgia na coluna. 

Segundo testemunhas, a bala partiu da comunidade Souza Soares, durante um baile funk, atravessando a esquadria da janela e perfurando o olho direito da idosa. A Polícia Militar informou que foi acionada através da Central 190 para coibir o evento organizado por traficantes, cuja denúncia ainda apontava que os criminosos soltavam fogos e atiravam para cima. A PM, então, montou uma operação e foi até o local ainda na madrugada.

Ao chegarem na Rua Doutor Mário Vianna, por volta das 2h, os PMs foram recebidos a tiros por criminosos escondidos em um beco. Após o confronto, os bandidos deixaram para trás 40 pinos de cocaína, 36 trouxinhas de maconha e 38 vidros de lança perfume. De acordo com a PM, a operação durou uma hora.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comments

Veja também

Scroll To Top