Assine o fluminense

Morte de pastor pode ter sido tramada por filhos

Assassinato teria sido motivado após descoberta de relação extraconjugal

Segundo a Polícia Civil, dois filhos da deputada federal Flordelis seriam os responsáveis pelo assassinato de Anderson do Carmo de Souza, pastor da igreja Ministério Flordelis. O crime ocorreu na madrugada do último domingo, em Pendotiba, Niterói. O pastor foi morto com vários tiros.  

A polícia pediu a quebra do sigilo telefônico para apurar uma possível ligação dos irmãos na morte do pai adotivo.  

Lucas dos Santos, de 18 anos, filho adotado da deputada e de Anderson do Carmo, preso desde domingo por tráfico de drogas, seria um dos executores do líder religioso. Ele teria tramado o crime com Flávio Rodrigues dos Santos, de 38 anos, preso e enquadrado na Lei maria da Penha na última segunda-feira, logo após o enterro do pai adotivo. Flávio está preso na carceragem da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) e Lucas foi transferido para unidade do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase), já que quando ele cometeu o crime por tráfico de drogas ainda era menor de idade. 

O assassinato teria sido motivado por uma traição de Anderson do Carmo, que estaria mantendo uma relação extraconjugal.  

O jovem teria denunciado o irmão mais velho após ser confrontado por policiais que mostraram imagens de câmeras de segurança na hora do crime.  

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comments

Veja também

Scroll To Top