Assine o fluminense

Novas vítimas, velhos assaltos no Barreto

Oito pessoas são roubadas na Rua Guimarães Júnior. Moradores dizem que local também é conhecido por crimes diários

Na Rua Guimarães Júnior bandidos ostentam armas, dizem moradores

Douglas Macedo

A Rua Guimarães Júnior, no Barreto, Zona Norte da cidade, também continua a ser palco da ação de criminosos. Dois bandidos armados com pistolas cometeram oito assaltos em série no fim da tarde de terça-feira (31), na esquina com a Travessa Valença. Entre as vítimas, quatro alunos do Colégio Henrique Lage, da Faetec, que estavam saindo das aulas, por volta das 18h30. Além dos estudantes, três funcionários de uma empresa que haviam acabado de sair do trabalho e um pedestre tiveram os pertences levados pela dupla de criminosos. 

Os estudantes contaram que o garupa, armado com uma pistola, desceu rapidamente da motocicleta e ordenou que as vítimas passassem celulares e dinheiro, além de joias.

“Não aguentamos mais. É professor sendo assaltado, é aluno sendo roubado e nada muda no entorno. Uma viatura ou outra que passa aqui de vez em quando e isso quando passa”, lamentou uma estudante do curso de Edificações. 

Quem passa diariamente pela Rua Guimarães Júnior conta que ela se tornou bastante perigosa.

“No último dia 21 de abril, duplas de moto passaram pela via ostentando armas, como se estivessem dentro de uma comunidade controlada pelo tráfico de drogas”, disse um professor aposentado que mora na região. Segundo ele, quando acontecem bailes promovidos pelo tráfico, de sábado para domingo, no Morro do Martins, em Venda Cruz, criminosos do Buraco do Boi usam a via para se locomover de um lado para o outro.

“Essa rua durante a noite já é uma escuridão só. Temos medo de sair de casa, mas o perigo não está lá fora, mas aqui na rua quando estamos chegando em casa. As favelas estão até longe daqui, mas à noite isso é tão deserto que ser assaltado é mais certo que o sol nascer no dia seguinte”, ironizou.

Lazer prejudicado – Moradores do Barreto também reclamam do estado de conservação da Praça Flávio Palmier, conhecida como praça da Coca-Cola, na Rua Luiz Palmier, esquina com a Rua Guimarães Júnior. O local é rodeado de condomínios residenciais e, de acordo com moradores, a falta de conservação do espaço e a sensação de insegurança são fatores que preocupam, pois, segundo eles, ao cair a noite, usuários de drogas frequentam o local, onde podem ser encontradas facilmente embalagens de entorpecentes vazias.

A PM informou que agentes do 12º BPM (Niterói) agem de acordo com a mancha criminal e pede que as vítimas façam registro de ocorrência para ajudar a polícia na identificação dessas manchas. No assalto de terça-feira, todas as vítimas registraram ocorrência na 78ª DP (Fonseca).

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comments

Cris Lima
Neste mesmo dia, além dos assaltos na Guimarães Jr, tb houve ação dos mesmos criminosos na rua Galvão, entre o Senai e a Academia Galvão. Pelo menos 3 meninas foram assaltadas por volta das 18:30 / 19h.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Amélia Ferreira Santos
Realmente, está muito fácil. Fui assaltada a poucos dias na rua Hernani Melo em São domingos. Popularmente conhecida como "rua do perdeu".Uma moradora parou para me socorrer depois que o fato tinha acontecido, e me relatou que nessa rua acontecem assaltos diários. Principalmente no horário de 18:00 às 22:00. Ela me disse que já entrou em contato com a policia, e eles nada fazem. Antigamente, ficava uma viatura por ali, porém, foi retirada. E que já colocaram cartazes de "cuidado, assalto!" mas a única atitude que a prefeitura toma é de tentar esconder os avisos!! Parabéns ao senhor prefeito de niterói. Moro aqui a 15 anos, e nunca tive tanto medo ao tentar sair de casa. O policiamento em niterói está cada vez pior!! E vendo essa notícia sobre esse radar vejo como a administração e policiamento em niterói estão PATÉTICOS!!!!
Vote up!
Vote down!

: 1

You voted ‘up’

Veja também

Scroll To Top