NITERÓI/RJ
Min:   Max:

21 mil pessoas foram atingidas pelas chuvas em SG

400 ainda estão desalojadas, ocupando os quatro abrigos provisórios da Prefeitura

Foto: Cruz Vermelha Brasileira Filial de São Gonçalo / Colaboração

Segundo levantamento da Defesa Civil de São Gonçalo, 21 mil pessoas foram atingidas diretamente pelas chuvas, 1200 desabrigadas já retornaram às suas casas e 400 ainda estão desalojadas, ocupando os quatro abrigos provisórios da Prefeitura.

Após as chuvas que assolaram a cidade nos últimos dias, equipes da Prefeitura estão mantendo as ações em todo município, com intuito de devolver a normalidade ao dia a dia da população.

Diversas secretarias e subsecretarias, dentre elas Defesa Civil, Desenvolvimento Social, Educação, Saúde e Desenvolvimento Urbano, estão realizando mutirão com mais de 600 profissionais, desde a última terça (9), nos locais afetados. O Corpo de Bombeiros e a Cruz Vermelha também estão garantindo apoio às ações.

De acordo com monitoramento do Inea, o bairro Colubandê foi o que registrou maior acúmulo de água, com 208.8 milímetros.

"Estamos dando toda a assistência necessária para os desabrigados. Recebemos ocorrências em toda cidade. Alguns bairros foram mais atingidos que outros, no entanto, temos que buscar atender todos", afirma o subsecretário de Defesa Civil, Antônio Haag.

Equipes da Secretaria de Desenvolvimento Social têm realizado acolhimento e escuta, com atendimento psicossocial e cadastro de famílias nas escolas municipais Aida Viera, no Jardim Catarina; Marcilio Dias, Belarmino Ricardo e Niuma Goulart, as três no bairro Itaúna.

A Defesa Civil já recebeu 61 chamados no município desde o início das chuvas

Foto: Prefeitura de São Gonçalo / Colaboração

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano está executando serviços emergenciais, como a desobstrução dos ralos e bueiros e recolhimento de lixo. Os bairros mais atingidos pelas enchentes foram Salgueiro, Palmeiras, Colubandê, Jardim Catarina e Trindade. Por este motivo, a mobilização é para que as famílias possam retornar às suas casas o mais rápido possível.  

"Este é um momento em que devemos estar unidos e dispostos a ajudar o próximo. Temos equipes nos cinco distritos da cidade prestando socorro à população. O governo municipal está realizando todo esforço necessário para garantir que a cidade se recupere o quanto antes", afirma o prefeito José Luiz Nanci.

A Prefeitura ainda disponibiliza os polos de Guaxindiba e de Vista Alegre, caso outros desabrigados precisem de um lugar provisório. Ambos têm capacidade para 40 pessoas.
Chamados

Chamados

Até o momento, a Defesa Civil já recebeu 61 chamados desde o início das chuvas, entre os principais motivos: deslizamento de encosta, alagamento, ameaça de rolamento de pedra, desabamento de imóvel, ameaça de deslizamento de barreira e vistoria às casas atingidas.

Scroll To Top