Assine o fluminense

Aldo Rebelo defende atualização das Forças Armadas

Uma salva fúnebre de 15 tiros lançados da embarcação aviso de patrulha Albacora da Marinha foi uma das homenagens à FEB

O ministro da Defesa, Aldo Rebelo, defendeu durante a cerimônia em comemoração ao Dia da Vitória, que marcou o fim da Segunda Guerra Mundial, a atualização das Forças Armadas para garantir a soberania do país. Em entrevista após a cerimônia, Aldo Rebelo, admitiu que o orçamento das Forças Armadas não é suficiente para as necessidades do setor.

O ministro disse que, além de reverenciar os que lutaram na guerra, é necessário considerar a atualidade da importância das instituições e que “o Brasil disponha de Forças Armadas no estado da arte aptas e capazes ao exercício de defesa da sua soberania”. “Que o Exército, a Força Aérea e a Marinha estejam permanentemente preparados e capacitados para preservar as nossas fronteiras, defender a integridade do nosso território, a unidade do nosso país e a inviolabilidade do nosso espaço físico”.

Este ano, houve corte de 25% na área, Rebelo disse que vários equipamentos têm sido comprados para assegurar a modernização das instituições. “O orçamento nunca tem sido o suficiente, mas, mesmo assim, temos preservado os programas essenciais, como o do submarino, o convencional e o nuclear”, disse.

O ministro destacou, entre outros programas, a perspectiva de aquisição de quatro corvetas projetadas para as necessidades da Marinha, o avião-caça de nova geração que o Brasil desenvolve com a Suécia e que a fabricação das primeiras unidades já está em andamento, além do avião de transporte KC390, que será utilizado na aviação de transporte militar.

“Estamos protegendo esses programas e isso tem sido o esforço do Ministério da Defesa. Houve corte no ano passado e houve corte este ano, em torno de 25% do orçamento inicial, mas, mesmo assim, liquidamos restos a pagar, matemos nossas contas em dia e vamos procurar preservar aquilo que for essencial para o reequipamento e a manutenção da atualidade das Forças Armadas”, disse.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top