Assine o fluminense

Brumadinho: Vale vai antecipar indenização



Serão beneficiadas as comunidades do Rio Paraopeba, de Brumadinho até a cidade de Pompéu, na represa de Retiro Baixo

A mineradora Vale assinou nesta quinta-feira (21) um Termo de Acordo Preliminar (TAP) para antecipar os pagamentos emergenciais a todos os moradores da cidade de Brumadinho, município atingido pelo rompimento da barragem de rejeitos da Mina Córrego do Feijão. Em nota, a companhia informou que serão beneficiadas as comunidades que vivem até um quilômetro do leito do Rio Paraopeba, de Brumadinho até a cidade de Pompéu, na represa de Retiro Baixo.

Segundo a empresa, o acordo preliminar com a Advocacia-Geral do Estado de Minas Gerais, o Ministério Público do Estado de Minas Gerais, a Defensoria Pública do Estado de Minas Gerais, a Advocacia-Geral da União, o Ministério Público Federal e a Defensoria Pública da União foi fechado durante audiência no Tribunal de Justiça de Minas Gerais, na presença ainda de representantes dos atingidos pelo rompimento da barragem. 

Entre outras medidas, o TAP estabelece o adiantamento da indenização por meio de pagamentos mensais a partir de 25 de janeiro, pelo prazo de um ano, com valores equivalentes a um salário-mínimo por adulto, meio salário-mínimo por adolescente e um quarto do valor do salário-mínimo para crianças.

Está definida ainda assessoria técnica independente para que os atingidos possam negociar suas indenizações individuais. Para o governo de Minas Gerais, está previsto reembolso ou custeio direto das despesas extraordinárias feitas pelo executivo mineiro, seus órgãos de atuação direta e sua administração indireta, inclusive mediante o custeio das despesas de transporte, alojamento e alimentação dos servidores envolvidos nos trabalhos de resgate e demais ações emergenciais.

Rodovia interditada – A Rodovia BR-356, que dá acesso a Itabirito, Ouro Preto e Mariana, continuou interditada ontem. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, a liberação do trecho - que vai do km 35, altura da Lagoa das Codornas, ao km 50, em Nova Lima - depende de um laudo técnico sobre a situação da barragem Vargem Grande.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top