Assine o fluminense
Coaching & Gestão

Palestrante, coach, mentor e escritor, José Haddad tem mais de 30 anos de experiência profissional, já tendo ocupado cargos executivos em grandes empresas, treinando e motivando profissionais

Bons hábitos geram bons resultados



Buda dizia:

 “O pensamento se manifesta como uma palavra na mente, a palavra se transforma em uma ação, a ação se transforma em um hábito, e o hábito se cristaliza como temperamento.”

Quando nossos resultados na vida demonstram o contrário do que buscamos, devemos fazer uma profunda reflexão sobre nossos hábitos menos bons. Provavelmente são eles que estão gerenciando esses resultados desfavoráveis. Hábitos pessoais são baseados em crenças pessoais. Devemos efetuar uma análise consciente de quantas prováveis crenças limitantes e estimulantes nós nutrimos em nossos comportamentos. É necessário, promover uma faxina em nossos padrões equivocados. Avaliar o que , de fato, pode ser relevante para nossa vida e iniciar nosso processo de mudança, criando novos hábitos.

Como somos seres sistêmicos, mente, corpo e alma funcionam juntos, quaisquer das partes que trabalharmos, em nossos processos de mudanças, provocaremos mudanças em todo o sistema. Mas precisamos observar esses mecanismos. Por exemplo: ter um pensamento positivo, nem sempre é simples e fácil, visto que somos seres emocionais e a emoção acaba por romper facilmente a corrente de pensamento positivo, nos levando à outros pensamentos contrários aos nossos bons propósitos. Um bom exemplo disso a que me refiro, é a dúvida. A dúvida nos paralisa , interrompendo o fluxo do pensamento instantaneamente. O mais fácil para nós, portanto, é trabalhar com o corpo, na postura, no comportamento.

Uma atitude positiva sempre condicionará o pensamento ao positivo. Se agirmos  positivamente, não precisamos nos preocupar com os pensamentos pois , por força do sistema que nos encadeia, os pensamentos estarão positivos também.

Outros aspectos relevantes das atitudes positivas é que elas colocam nossa concentração e foco na coisas certas e simultaneamente, como também, nos liberam de lixos emocionais que carregamos, instantaneamente. O poder da ação é muito poderoso, pois estamos no mundo da materialidade e aqui, a atitude comanda tudo. Sem ação, nada acontece.

Importante não negar, que todos nós, sentimos perdas, mágoas, dores, tristeza e luto. Isso acontece para todos. Faz parte da realidade da vida física. Mas é importante perceber que somos nós que decidimos o prazo de validade dessas dores e sofrimentos.

Ficar triste é legítimo e natural. Acontece com todo mundo. Já, se transformar na tristeza  é escolha pessoal que reflete nossos níveis de autoestima.

Por fim, sugiro que você reflita na possibilidade do estado de felicidade ser um bom hábito e começar com uma simples atitude: um sorriso.

Afinal, se podemos nos transformar na tristeza, porque não nos transformarmos na felicidade?

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Mais notícias de

Scroll To Top