Assine o fluminense

Destaque em especializações



Dezessete programas da UFF tiveram elevação dos seus conceitos pelo Ministério da Educação

Programas da UFF têm se destacado no MEC

Foto: Arquivo

Criada em 11 de julho de 1951, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal Nacional de Nível Superior (Capes) tem como objetivo expandir e consolidar os programas de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) em todo o Brasil. A avaliação, realizada pela agência a cada quatro anos, é uma ferramenta para que a comunidade universitária mantenha um padrão de excelência acadêmica para os programas de pós-graduação e seu resultado serve como base para a formulação de políticas para a pós-graduação e para as ações de incentivo a bolsas de estudo, auxílios e apoio acadêmico.

Segundo o vice-reitor Antonio Claudio da Nóbrega, ao todo, 17 programas da UFF tiveram elevação dos seus conceitos na avaliação, sendo que aumentaram em mais de 2,5 vezes o número de programas nível seis. “Este avanço não é obra do acaso, mas resultado de planejamento institucional com base no apoio aos programas na forma de melhoria da infraestrutura e atividades acadêmicas, mas principalmente da dedicação e excelência do trabalho do corpo docente, discentes e servidores técnico-administrativos. A UFF é hoje uma instituição madura do ponto de vista da sua pós-graduação”, ressalta.

Na escala de avaliação utilizada pela Capes, os cursos que recebem seis e sete – que contam com mestrado e doutorado – são considerados no mesmo nível de seus pares internacionais. Este ano, oito programas de pós-graduação da UFF receberam nota seis – Economia, Física, Geoquímica, Geografia, Computação, Comunicação, Estudos de Literatura e Química –, e o curso de História recebeu, mais uma vez, o conceito máximo, sete. Isso significa que a UFF conseguiu um desempenho superior à avaliação anterior, mesmo com o atual cenário brasileiro de austeridade, com cortes profundos no orçamento destinado à pesquisa e à pós-graduação.

Em relação à última avaliação, houve um aumento expressivo no número de programas da UFF com conceitos seis e sete – de quatro para nove. Isso significa que mais alunos da instituição serão beneficiados com as vantagens que uma boa avaliação pela Capes traz. Dentre elas, estão a elevação do status do programa dentro da universidade, a valorização acadêmica imediata dos diplomas de mestrado e doutorado, aumento no número de bolsas e acesso a editais e projetos restritos aos programas com avaliação seis e sete.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top