Assine o fluminense

Eike Batista é preso novamente



Prisão foi expedida pelo juiz Marcelo Bretas

Eike Batista foi denunciado por corrupção ativa e lavagem de dinheiro

Foto: Agência Brasil

Agentes da Polícia Federal cumprem nesta quinta-feira (8) mandado de prisão do empresário Eike Batista. A ação é parte da Operação Segredo de Midas, deflagrada nesta manhã, como  desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro. O pedido de prisão foi expedido pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal.

Condenado a 30 anos por corrupção ativa e lavagem de dinheiro, o empresário foi preso em janeiro de 2017. Três meses depois, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que Eike cumprisse a pena em casa.

Nesta operação, a Polícia Federal também cumpre mandado de prisão contra outra pessoa ligada a Eike, além de quatro mandados de busca e apreensão. Segundo a PF, o objetivo é buscar provas sobre manipulação de capitais e lavagem de dinheiro.

Eike já foi considerado o homem mais rico do Brasil e o 8º mais rico do mundo, com um patrimônio que chegou a US$ 34,5 bilhões. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top