Assine o fluminense
Fabiano Gonçalves

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Niterói, Fabiano Gonçalves, fala sobre o movimento do comércio na cidade e como as mudanças na economia impactam no desenvolvimento do setor

Empresariado otimista com as vendas de fim de ano

A economia está se recuperado de forma lenta e gradual e os resultados percebidos nesse segundo semestre de 2017 contribuem para o clima de otimismo observado no comércio. De acordo com dados do Produto Interno Bruto (PIB), divulgados recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no segundo trimestre desse ano a economia brasileira cresceu 0,2%, o que mostra um avanço considerável. Comparado ao mesmo período do ano passado, o crescimento é ainda maior, 0,3%.

Essa é a segunda vez nesse ano que o PIB fecha com taxa positiva, resultados assim não eram vistos desde 2014, e a perspectiva da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói, é de que esse crescimento se mantenha. Esse resultado, somado à possibilidade de acerto da folha de pagamento por parte do Estado, inclusive do 13º salário, e as medidas que têm sido tomadas pelo Governo Federal, como a liberação para saques do PIS/Pasep para os aposentados, eleva a confiança dos comerciantes quanto às vendas no final do ano.

O saque do PIS/Pasep beneficiará cerca de 7,8 milhões de idosos, entre homens com 65 anos ou mais, e mulheres com 62 anos ou mais, e  os recursos correspondem à R$ 15,9 bilhões. E, assim como aconteceu com a liberação para saque de contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), que injetou cerca de 44 bilhões na economia, a perspectiva é que essa nova medida estimule o mesmo comportamento das pessoas que utilizaram o dinheiro para pagar as dívidas e sair na inadimplência, voltando a consumir.

Em pesquisa divulgada essa semana pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), foi identificado que 38% dos empresários confiam que as vendas no final deste ano vão superar o mesmo período de 2016. Outro levantamento realizado pelos órgãos aponta ainda que seis em cada dez micro e pequenos empresários do varejo e serviços estão otimistas com os seus negócios para os próximos seis meses.

Na contramão do que vem acontecendo no resto do país, Niterói tem se mantido estável. Tivemos algumas empresas que encerraram as atividades por conta das dificuldades econômicas, mas estamos equilibrando isso com a abertura de novos negócios. E para esses que acreditam, que optaram por fazer a diferença e investir, gerando empregos, esse é o momento de planejar as vendas de final do ano, realizar as contratações de temporários e preparar as vitrines, porque esperamos sim que esse seja um Natal muito melhor do que os dos últimos anos. E a CDL está à disposição para ajudar no que for preciso! Vamos juntos!

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top