Assine o fluminense

Expansão da Central de Custódia



Unidade de Benfica foi ampliada e poderá receber um total de 240 presos, um aumento de mais de 240%

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, desembargador Claudio de Mello Tavares, na inauguração

Divulgação

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, desembargador Claudio de Mello Tavares, inaugurou ontem pela manhã as obras de ampliação da Central de Audiência de Custódia de Benfica, na Zona Norte da cidade. Além do aumento das instalações, uma parceria com as secretarias municipal e estadual de Saúde permitirá que cada preso que passar por aquela unidade tenha seu prontuário de saúde com informações básicas sobre suas condições clínica e mental.

Até o momento, a Central de Custódia funcionou com duas carceragens masculinas (60 vagas no total) e uma carceragem feminina (10 vagas). Com a expansão, serão cinco carceragens masculinas com capacidade para 210 presos, uma feminina com 30 vagas e uma para presos militares e policiais, além de um espaço para espera de cumprimento de mandados e cinco boxes para atendimento multidisciplinar. O aumento na capacidade é de mais de 240%.

Também haverá no local um posto da Central de Penas e Medidas Alternativas com assistentes sociais e psicólogos. Em breve, será instalado na unidade, pelo CNJ, um posto de identificação biométrica.

Complementando esse novo modelo de custódia, foi assinado ainda ontem, no Fórum Central, um convênio com a Rio Ônibus para que cada pessoa que receba o alvará de soltura na audiência de custódia ganhe um cartão de passagem para voltar para casa gratuitamente.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top