Assine o fluminense

Governo do Rio lança programa estadual ‘Cuidar’



Iniciativa vai levar mais segurança a profissionais e estudantes da rede pública de ensino

Entre as ações previstas no programa está a contratação de profissionais egressos das Forças Armadas

Foto: Divulgação

O Governo do Estado do Rio de Janeiro lançou, nesta quarta (17), o Programa Estadual de Segurança Escolar. Com o nome de ‘Cuidar’, a iniciativa vai levar mais segurança a profissionais e estudantes da rede pública de ensino e aproximará a Polícia Militar e as comunidades onde as escolas estão instaladas. O lançamento do programa foi na sede da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), no Santo Cristo.

Entre as ações previstas no programa está a contratação de profissionais egressos das Forças Armadas, mulheres com formação na área de vigilância, policiais militares e civis, bombeiros e agentes penitenciários reformados ou aposentados para realização de serviços de portaria e inspeção patrimonial das escolas, atuando como Monitores Comunitários. Por meio da proposta, policiais militares também farão patrulhamento a pé e em carros e motos identificados próximos aos colégios.

Durante a apresentação, o governador Wilson Witzel reforçou a importância do ‘Cuidar‘ e destacou as ações realizadas e previstas na atual gestão da Secretaria de Educação.

“Este programa será um entre tantos outros que vamos implementar na rede estadual de ensino. A proposta vai ajudar muito às escolas a prevenir casos de violência e também aproximar os agentes públicos de segurança e os alunos e comunidades. Além disso, esperamos que contribua na integração das famílias dos estudantes com os colégios”, declarou o governador.

Segundo o secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes, ampliar a segurança nas escolas e no entorno delas era uma antiga reivindicação dos professores e estudantes. Ele garante que o ‘Cuidar’ será uma ação permanente, com atuação de forma integrada com as direções das escolas.

“Todos os profissionais que trabalharão no programa serão capacitados, inclusive, com curso de Mediação de Conflitos, por meio de uma parceria com o Tribunal de Justiça. Com essas ações, a expectativa é que a sensação de segurança aumente e gere muitos benefícios, entre eles, a redução do número de alunos evadidos, pois os jovens terão mais segurança e tranquilidade para frequentar as aulas”, disse o secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top