Assine o fluminense

Ricardo Boechat morre em acidente de helicóptero



Queda de aeronave em São Paulo, além do jornalista, vitimou o piloto

O jornalista Ricardo Boechat, de 66 anos, morreu na queda de um helicóptero no início da tarde desta segunda-feira (11) em um dos acessos da Rodovia Anhanguera, que liga a capital paulista, ao interior. Segundo o Corpo de Bombeiros, o piloto da aeronave também morreu carbonizado. 

O motorista de um caminhão atingido no acidente foi resgatado pelo serviço da concessionária que administra a via. 

Nascido na Argentina, em Buenos Aires, no ano de 1952, Boechat viveu boa parte de sua vida na cidade de Niterói.  

Sua carreira teve início na década de 1970. Ele trabalhou em importantes veículos de comunicação, como o Jornal “O Globo”, “O Estado de São Paulo”, “Jornal do Brasil” e “O Dia”. Atuou também no “Bom Dia Brasil”, na TV Globo . Atualmente Boechat era âncora da TV Bandeirantes e da Rádio Bandnews FM. Também era colunista da revista “Istoé”.  

Ao longo da carreira , Boechat ganhou os mais importantes prêmios do jornalismo brasileiro. Por três vezes ganhou o Prêmio Esso e era o recordista de prêmios ‘Comunique-se’ , com 17 troféus, além de ser o único a ganhar em três categorias distintas, como âncora de TV, Âncora de Rádio, Colunista de Notícia.  

Por meio de nota, o Governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, lamentou a morte do jornalista.

"Lamento profundamente a morte do jornalista Ricardo Boechat. Referência no jornalismo brasileiro, respeitado pela coragem e veemência na denúncia da má gestão pública e privada, Boechat com certeza deixará saudade em tantos ouvintes, telespectadores, leitores e admiradores que acumulou ao longo de tantos anos de trajetória profissional. Com estilo único, Boechat é insubstituível. Meus votos de força e fé a toda família de Boechat e também ao Grupo Bandeirantes, que perde um de seus mais brilhantes jornalistas."

O Clube de Regatas do Flamengo, que vive a dor de uma tragédia envolvendo dez garotos de sua categoria de base, também demonstrou solidariedade ao receber a notícia da morte de Ricardo Boechat. Através das redes sociais, o clube lamentou o falecimento do jornalista que torcia pelo Rubro-Negro.

"Em mais um dia de luto, recebemos a terrível notícia do falecimento do jornalista e rubro-negro Ricardo Boechat. Enviamos nossos sentimentos à família e amigos em mais esse momento muito difícil. Descanse em paz."

Luto 

A Prefeitura de Niterói decretou, nesta segunda-feira (11-02), luto oficial de três dias pela morte de Ricardo Boechat. Nascido em Buenos Aires, capital da Argentina, o jornalista morou na cidade durante grande parte de sua infância e adolescência.

Em toda sua carreira profissional, Boechat demonstrou carinho especial por Niterói, onde ainda vivem sua mãe e familiares. Em suas notas e comentários, o jornalista atuou em defesa dos niteroienses e exaltou as características da cidade.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top