Assine o fluminense
Luiz Césio Caetano

O presidente da FIRJAN Regional Leste Fluminense e presidente do Conselho Empresarial de Responsabilidade Social da instituição, Luiz Césio Caetano, fala sobre indústria, economia, educação e desenvolvimento sustentável do Rio de Janeiro

Sob o risco da estagnação



Há dois meses, alertava para a urgência da aprovação pelo Congresso Nacional da reforma da Previdência, como o primeiro passo para a retomada do desenvolvimento econômico e social do país. Agora, três estudos da Firjan corroboram essa preocupação com uma possível estagnação da economia do estado e do país.

Em março, a Firjan divulgou o resultado do PIB estadual de 2018: um crescimento de apenas 1,2%. A expectativa era chegar a 1,9%. Além da forte crise, com alto grau de desemprego, a não concretização das reformas jogou nossa produção para baixo.

Depois, a federação mostrou o Índice de Confiança do Empresário Industrial Fluminense, revelando que o empresário iniciou 2019 otimista. Porém, já houve uma pequena queda na confiança no mês de março em comparação a fevereiro. A dificuldade no processo de aprovação da reforma leva os empresários a ficarem menos confiantes com o desempenho da economia ao longo do ano.

Por fim, semana passada, a Federação revelou que em 14 estados brasileiros o valor médio das aposentadorias dos servidores inativos supera a média salarial dos ativos. O estudo “A situação fiscal dos estados brasileiros” destaca que o déficit da previdência dos estados é de R$ 77,8 bilhões.
Para cobrir esse rombo, por exemplo, cada morador do Rio Grande do Sul contribui com R$ 1.038 ao ano. No Rio de Janeiro, o custo por habitante é de R$ 663. A dívida atinge a todos os brasileiros. Não teremos equilíbrio social, educação e serviços de saúde decentes sem a reforma da previdência.

É urgente o Congresso encarar o tema de frente. Só teremos empregos se tivermos a economia do estado crescendo. E não pode ser no mesmo ritmo de 2018. Temos que aumentar exponencialmente o nosso PIB, sob o risco de termos, mais uma vez, um estado estagnado.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Mais notícias de Luiz Césio Caetano

Scroll To Top