NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Caminhada contra o feminicídio em SG

Nem a chuva foi capaz de atrapalhar a luta contra o feminicídio em SG

Divulgação

Cerca de 150 pessoas se reuniram em uma caminhada contra o feminicídio e a violência contra a mulher pelas ruas do bairro de Alcântara, em São Gonçalo, na manhã desta sexta-feira (29). Nem a chuva que caiu na cidade atrapalhou a luta do grupo Centro de Cidadania Caminhar, que já está em sua 18ª caminhada em prol da mulher. 

“Nosso objetivo é fazer com que as pessoas se comprometam, denunciem a violência e que a mulher se sinta empoderada, protegida. É preciso organização para que as políticas públicas nos protejam”, opinou a assistente social Luzinete Araújo, integrante do grupo.

A caminhada contou com pessoas de Niterói, São Gonçalo e Maricá. Alguns participantes vestiam uma camisa com os dizeres “Não ao feminicídio, por mim, por nós, por elas”. Muitos também levavam faixas e cartazes divulgando o número 180, da Central de Atendimento à Mulher do Ministério dos Direitos Humanos (MDH) e pedindo o fim da violência à mulher.

“O assunto é muito importante. Vamos organizar palestras e convidar especialistas que falem sobre empoderamento e divulgar a rede de atendimento. No próximo evento, pensamos em fazer em praças, com material de apoio à luta, em São Gonçalo e em Niterói, pois nos preocupamos com todas as mulheres”, finalizou Luzinete. A data dos eventos ainda serão divulgadas. 

Na escala da violência, o Brasil é o quinto país do mundo em números de feminicídios, segundo dados da Organização das Nações Unidas (OMS). 

Scroll To Top