Assine o fluminense

Ação social recicla cadernos velhos

Projeto Páginas em Branco contribui na escolarização de alunos carentes e também na conscientização ambiental

Na volta às aulas, os pais costumam descartar cadernos antigos, a maioria com páginas que não foram utilizadas no ano anterior. Mas as folhas podem ser reencadernadas para compor o material escolar de estudantes carentes. É o que faz o projeto Páginas em Branco, que acaba de ser lançado no Rio de Janeiro e conta com a ajuda da população.
Quem quiser colaborar, pode doar as folhas até o dia 23 de abril em um dos 12 pontos de coleta localizados na Barra, Lagoa, Maracanã, Tijuca, Ilha do Governador, Niterói e São Gonçalo. Todo papel recolhido será transformado em novos cadernos e doado para as instituições Obra do Berço e Casa Ronald McDonald, que atendem crianças e jovens cujas famílias não têm condições de arcar com o material escolar.

Coordenadora do Páginas em Branco, Sheila Perez assinala o caráter educativo da iniciativa pois, além de despertar a consciência ambiental, o projeto chama a atenção para a realidade de uma geração que precisa de ajuda para concluir os estudos.

“A proposta é envolver as crianças em todo o processo. Por isso, pedimos que elas mesmas destaquem as folhas e levem até os postos de coleta. Quando perceberem que seu material escolar antigo pode ajudar outras crianças, pensarão duas vezes antes de fazer o descarte”, afirma Sheila.

Os organizadores pedem que os interessados em ajudar levem as folhas já destacadas para facilitar o armazenamento do material. A realização do Páginas em Branco é do Festival de Natal do Rio de Janeiro, cidade cenográfica natalina com entretenimento para toda a família que, em breve, estará na capital fluminense.
Outras informações no site: http://festivaldenatal.com.br/paginasembranco.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top