NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Aumento nos preços dos remédios chega a 4,33%

Diante do aumento do preço dos remédios, reajustado acima da inflação, uma opção para pagar menos é o genérico

Foto: Evelen Gouvea

Desde o início do mês, o consumidor tem encontrado preços mais elevados dos medicamentos nas farmácias. Por decisão da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos, os remédios podem sofrer reajuste de até 4,33%. O valor ficou acima da inflação de 2018, que fechou o ano em 3,75%.

Cada empresa pode decidir se vai aplicar o índice total ou menor. Os valores valem para os medicamentos vendidos com receita. O cálculo é feito com base em fatores como a inflação dos últimos 12 meses – o IPCA, a produtividade das indústrias de remédios, o câmbio e a tarifa de energia elétrica e a concorrência de mercado.

No site da Anvisa é possível verificar a lista com os preços de medicamentos já com os valores do ICMS – o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços, que é definido pelos estados. As empresas que descumprirem os preços máximos permitidos ou aplicarem um reajuste maior do que o estabelecido podem pagar multa que varia de R$ 649 a R$ 9,7 milhões.

Nas farmácias da região Central de Niterói, o consumidor deve ficar atento pois os preços de alguns medicamentos podem variar de acordo com o estabelecimento. 

Uma outra alternativa é optar pelo medicamento genérico. O original da caixa do Tylenol de 750 mg, por exemplo, custa R$ 28,50  em uma farmácia do Centro. Seu genérico sai por R$ 6,99.Mas até quem decidir comprar apenas genéricos, deve ter atenção. Isso porque o valor do genérico do Ibuprofeno de 400 mg, por exemplo, pode variar entre R$ 6,19 a R$ 12,90 nas farmácias. Já a Amoxicilina - utilizada no o tratamento de infecções bacterianas causadas por micro-organismos susceptíveis -, o consumidor pode encontrar o genérico entre R$ 10 e R$ 19,90. 

Farmácia da UFF é uma boa alternativa 

Uma outra forma de encontrar remédios com valores mais em conta é através da Farmácia Universitária (FAU) da Universidade Federal Fluminense (UFF). A UFF, no entanto, não informa a porcentagem de desconto em seus medicamentos. Através de nota diz apenas: “Ainda conseguimos oferecer um preço reduzido em relação ao do mercado para os medicamentos manipulados”. 

A FAU funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, na Rua Marquês de Paraná, 282, no Centro de Niterói. Na página do Facebook da Farmácia Universitária é possível encontrar a lista de medicamentos disponíveis. Entre as opções estão medicamentos manipulados, tais como, cápsulas, cremes, xampu, loção, soluções orais, suspensões, tinturas fitoterápicas, xarope, entre outros. 

Além destes também são ofertados medicamentos industrializados, como por exemplo, dipirona, amoxilina e paracetamol, entre outros. A FAU trabalha, ainda, com aviamento de Florais e com medicamentos homeopáticos.

Para realizar a compra, não é necessário apresentar a comprovação de baixa renda, basta conter a receita médica, tanto da rede pública quanto privada de saúde. A arrecadação de recursos financeiros é revertida na aquisição de insumos farmacêuticos, medicamentos industrializados e pagamento de bolsa estágio aos alunos de graduação do curso de farmácia da UFF. 

Rede municipal – A Fundação Municipal de Saúde possui a Relação Municipal de Medicamentos (Remume), estabelecida pelo Ministério da Saúde, que são os remédios fornecidos à população gratuitamente. O usuário pode procurar uma unidade da rede básica (Policlínica, Unidade Básica ou Programa Médico de Família) mais próxima de sua residência para cadastro e orientação.

Scroll To Top