Assine o fluminense

Barcas: tarifa social perto de sair do papel

Governo ainda está estudando alternativas de aperfeiçoamento do contrato do sistema de transporte aquaviário

Representantes da Frente Parlamentar em Defesa do Transporte Aquaviário da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) se reuniram, na tarde desta segunda-feira (18), com Robson Fernandes Ramos, Secretário Estadual de Transporte, para alinhar a implementação da Tarifa Social das barcas de Charitas - Praça XV.

No encontro, Ramos reconheceu a importância da linha social Charitas, criada pela Lei 8037/2018, de autoria do deputado estadual Flávio Serafini (Psol), que estava presente. O Secretário explicou que o governo ainda está estudando alternativas de aperfeiçoamento do contrato do sistema de barcas que, além de incorporar a linha social de Charitas, viabilize um terminal de barcas em São Gonçalo e implemente alterações no edital de licitação para que prevaleça a menor tarifa para o usuário. 

Na ocasião, Serafini, que preside a Frente Parlamentar, reforçou que as demandas apresentadas foram resultados de diversas audiência públicas realizadas na última legislatura.

“A reunião teve um resultado positivo. O Secretário reconheceu a importância da linha social em Charitas. Vamos agora articular uma reunião com o Ministério Público e governo para construir um calendário de implementação da Linha. Seguiremos acompanhando o novo edital das Barcas para garantir que o documento atenda as demandas da população e apresentadas pela Frente”, ponderou Serafini.

O governo também informou que foi procurado pela CCR, com o intuito de desfazer o contrato de concessão alegando seguidos prejuízos. O Secretário explicou que o contrato apresenta problemas e se propôs a construir uma articulação com a Frente Parlamentar, Firjan, Fundação Getúlio Vargas e prefeituras do Rio e de Niterói para rever o modelo do sistema de barcas. 

Além de Serafini, estiveram presentes na reunião o deputado estadual Renan Ferreirinha (PSB) e representantes dos mandatos de Eliomar Coelho (Psol) e Waldeck Carneiro (PT).

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Rejane Monteiro Moreira
Prezados vcs fizeram estudos sobre a capacidade dos Catamarãs que atendem Charitas? Eles são menores e como pegam a Boca da Barra (encontro do Baía com o Mar), os Catamarãs de grande porte não podem navegar lá. Pensem nisso. Vcs causarão filas enormes e continuarão NÃO atendendo a população. O mais correto e viável, pois já existe projeto há bom tempo é construir uma Estação das Barcas em São Gonçalo com Tarifa Social.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

alcina
O que não dá é gastar uma fortuna com uma transoceanica inútil, com um custo estratosférico, sem ciclovia, sem respeitar as regras de acessibilidade e chegar depois do túnel e encontrar um catamarã a 17,40 para chegar ao Rio de Janeiro. E mais só funciona nos horarios e dias convenientes para a CCR. Aguardamos com muita ansiedade uma barca com tarifa baixa, possível de ser paga.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Veja também

Scroll To Top