Assine o fluminense
Fabiano Gonçalves

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Niterói, Fabiano Gonçalves, fala sobre o movimento do comércio na cidade e como as mudanças na economia impactam no desenvolvimento do setor

CDL articula medidas contra assaltos em shoppings

A insegurança é um dos grandes vilões do varejo, ela influencia na movimentação de pessoas e, consequentemente, na compra e venda de produtos, além da contratação de serviços. E isso se torna uma verdadeira bola de neve, uma vez que é o consumo que garante a renda e também a geração de trabalho. No caso de Niterói, sendo o comércio um dos maiores empregadores, é fundamental que as entidades representativas estejam atentas aos casos de roubo e assalto e compartilhem soluções com os órgãos de segurança pública, no intuito de mitigar esses problemas.
 
Se os roubos de rua já demonstram índices altos, apesar dos esforços da Polícia Militar e da Guarda Municipal, e do investimento em segurança por parte da Prefeitura, mudando a rotina da população e causando um grande prejuízo aos lojistas, imagina quando o assalto acontece num local considerado seguro, como o shopping center. E foi isso que vimos nessa última semana. Na tarde do último sábado, 2, três homens armados assaltaram uma loja de celulares dentro de um empreendimento no Centro. No dia seguinte, a tentativa de assalto a um centro comercial na Região Oceânica terminou com um policial militar ferido.
 
Essa situação é inaceitável, não podemos ficar parados e esperar que os problemas se resolvam, ainda mais nesse momento em que o país passa por uma grande crise econômica e política, fazendo com que as expectativas de investimento diminuam. Por isso, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói tem cumprido com o seu papel, articulando junto com as delegacias da área e o 12º Batalhão de Polícia Militar formas de combater esses crimes no município.
 
Com essa parceria, algumas medidas já estão sendo tomadas. Algumas de curto e médio prazo, como a organização do projeto Niterói Mais Segura, e outras de início imediato, como o aumento do policiamento nas áreas do entorno dos centros comerciais e em locais de grande concentração de comércios.
 
Os órgãos de segurança pública estão se planejando e se mobilizando para prevenir esses crimes, mas é preciso que a população também contribua. Se pararmos para observar os dois casos relacionados aos shoppings, percebemos que o alvo, em ambas as ocasiões, eram eletroeletrônicos, especialmente celulares. Então pedimos que as pessoas não incentivem essas ações adquirindo produtos de origem duvidosa. Exijam a nota fiscal, dêem prioridade ao comércio local e denunciem a venda de produtos roubados. Precisamos estar em total sintonia para garantir a segurança e o desenvolvimento do nosso município, porque só assim conseguiremos fazer com que Niterói se consolide como a melhor cidade para se viver e ser feliz. Vamos juntos!

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top