Assine o fluminense

Ceperj: raio-x da mulher fluminense

O objetivo é oferecer uma base de indicadores que norteiem o debate sobre as questões de gênero

A Fundação Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro lançou o Boletim Mulheres Fluminenses, que mostra a realidade socioeconômica e demográfica da população, destacando as desigualdades que afetam as mulheres. O objetivo é oferecer uma base de indicadores que norteiem o debate sobre as questões de gênero, incluindo saúde, educação, mercado de trabalho, violência contra a mulher, entre outros temas. Os indicadores apresentados sempre fazem um comparativo entre o universo masculino e feminino. 

Tendo como fonte a Pesquisa Nacional de Análise de Domicílios Contínua, do IBGE, a publicação confirma a maioria feminina entre a população fluminense e detalha a expectativa de vida para os gêneros. Segundo o estudo, as mulheres possuem expectativa de vida de 79,7 anos, contra 73 anos de média entre os homens. Além disso, verifica que 32% da população feminina do estado, é responsável pelo sustento do lar.

Entre os estudos, também chama atenção a análise sobre a participação feminina nos cursos de graduação presencial. No total, em 2017, as mulheres detinham mais de 50% do número de matrículas e refletiam 60% do total de concluintes. 

Segundo o estudo, o maior percentual de vínculos de trabalho formal com nível superior no estado estava entre as mulheres em 2017. Ao todo, existiam 31% de trabalhadoras do sexo feminino com ensino superior completo, contra 17,4% de homens nessa condição.

No caso das ocupações formais com ensino médio, a relação entre homens e mulheres ficou aproximada, com 47% dos vínculos masculinos com médio completo, contra 46,7% de mulheres empregadas no mercado formal. Na soma dos grupos, “ensino médio completo” e “superior completo” as mulheres alcançaram 78%, 14 pontos percentuais acima dos trabalhadores homens, que contabilizaram 64%.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top