Assine o fluminense

Chega a 15 o número de mortes em tragédia no Morro da Boa Esperança

Deslizamento atingiu 10 imóveis. No total, 10 pessoas foram resgatadas com vida

Ao todo, 15 pessoa morreram vítimas do deslizamento que atingiu 10 imóveis na Comunidade da Boa Esperança, em Piratininga, Região Oceânica de Niterói, no início da manhã do último sábado (10). Segundo informação da Defesa Civil uma pedra se soltou do alto do morro, na Rua Carlos Chagas, rolou atingindo os imóveis. Sobreviveram 10 pessoas, duas pessoas seguem internadas no Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal), no Fonseca.

A última morte confirmada foi do menino Arthur Caetano Carvalho, de 3 anos, que faleceu, pouco antes das 13h do domingo, após apresentar piora em seu quadro clínico e consequente parada cardíaca, com múltipla falência dos órgãos. A mãe de Arthur, Renata Catellanny, foi uma das vítimas resgatadas com vida na manhã do último sábado. Além do menino, ela também perdeu sua filha Nicole, de 10 meses.

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, decretou luto oficial de três dias em memória às 15 pessoas mortas no deslizamento. De acordo com o prefeito, os desabrigados vão obter imóveis que já estão em construção pela prefeitura. Ao todo, 22 famílias vão receber, imediatamente, aluguel social para alugarem um imóvel, até a entrega de unidades, prevista para dezembro.

A retirada dos escombros foi encerrada na tarde deste domingo.

"A equipe da Clin integrada com a Econit tem feito um trabalho excelente. Os funcionários não querem sequer parar para almoçar, querem ver o trabalho concluído. No sábado foi um trabalho de formiguinha, com enxada e pá, ajudando os bombeiros, carregando os entulhos com carrinho de mão e baldes. Graças a Deus correu tudo dentro do planejamento. Até às 16h deste domingo será feita a retirada de entulhos, pois os funcionários estão trabalhando direto desde o último sábado. Na segunda-feira vamos retornar os trabalhos às 7h30 e ficaremos até 18h, enquanto tiver luz natural para poder executar as funções com segurança, sem risco de acidente. ”, disse o Claudio Lyrio da Cunha, superintendente operacional da Clin.

Doações - O recolhimento de doações estava concentrado na Escola Municipal Portugal Neves, próximo ao local do acidente. Ao todo, 7 toneladas de mantimentos foram recolhidas. Na tarde de domingo, foram encerradas as doações para as famílias do Morro da Boa Esperança, pois foi atingido o número suficiente de itens necessários para os assistidos.  

Diocese - O Arcebispo de Niterói, Dom José Francisco, afirmou em nota que, em nome da Arquidiocese de Niterói, manifesta união com os irmãos e irmãs atingidos pelas fortes chuvas do mês de novembro, em diversas regiões do Estado do Rio de Janeiro. Expressando comunhão com as famílias que perderam seus entes, pertences e residências na Região de Piratininga – Vicariato Oceânico.  

"Convoco a todos, irmãos e irmãs da Arquidiocese de Niterói, para que rezem e com seus esforços atuem pelos desabrigados, e também promovam iniciativas nas comunidades, para que, praticando as obras de misericórdia, os sofrimentos desses nossos irmãos sejam aliviados", afirma.  

A nota termina afirmando que "esse lamentável fato em Niterói, no Ano do Leigo, possa nos aproximar mais de Deus e nos ensinar a sermos mais solidários e protagonistas do bem, como o Pai, vivendo a comunhão fraterna com os necessitados".

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top