NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Temporal deixa São Gonçalo com diversos bairros alagados

Na Rua Visconde de Itaúna, no Gradim, poucos motoristas se arriscaram na via que estava completamente tomada pelas águas durante boa parte da manhã desta terça-feira

Marcelo Feitosa

A cidade de São Gonçalo entrou nesta terça-feira (09) em estado de atenção. De acordo com a Defesa Civil, durante a chuva da madrugada desta terça foram registradas três inundações nos bairros Trindade e Jardim Catarina, e uma queda de muro no Arsenal. Segundo o órgão, não houve desabrigados nem feridos. Todos os afetados foram cadastrados e levados para casas de familiares.

Os bairros com maior incidência de bolsões de água foram Boa Vista, Mutuá, Neves, Trindade, Ipiiba, Gradim, Colubandê, Galo Branco e Alcântara. Segundo o monitoramento das estações do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), foram registrados 24mm de chuva no bairro Colubandê, 22mm no Rio do Ouro e 22mm em Ipiiba. 

Um dos principais pontos de alagamento de São Gonçalo foi a Rua Marechal Floriano Peixoto, em Neves, via de constantes alagamentos. 

“Toda chuva o cenário é o mesmo. Tive que adaptar a entrada do meu comércio porque não aguentava mais perder minhas mercadorias. Entra prefeito e sai prefeito, e ninguém resolve essa situação, um completo descaso com os moradores e lojistas”, disse o comerciante Julandir Rocha, que trabalha há 45 anos em uma loja da rua.  

A equipe da comissão de enfrentamento aos desastres naturais de São Gonçalo – formadas pela Defesa Civil, Desenvolvimento Social, Educação e Habitação – estão em estado de atenção para todo e qualquer chamado na cidade. 

Equipes da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, como recursos hídricos, parques e jardins, conservação e limpeza urbana permanecem nas ruas realizando a desobstrução dos ralos e bueiros e recolhimento de lixos, principalmente próximo a escolas e unidades de saúde. Para acionar as equipes da Defesa Civil de São Gonçalo, basta ligar para o órgão no número 2601 0199.

Em São Gonçalo, a Faculdade de Formação de Professores (FFP), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), cancelou suas atividades acadêmicas nesta terça-feira em função da dificuldade de circulação de servidores e alunos. Para garantir a segurança de todos e todas, a FFP acompanha o ponto facultativo. No Boaçu, alunos da Escola Municipal Valéria de Mattos Fontes, foram resgatados pelos Bombeiros. 

Segundo a prefeitura, não houve transbordamento de rios e canais

Divulgação

Chuvas: Defesa Civil de Maricá decreta estágio de atenção

A Secretaria de Proteção e Defesa Civil de Maricá decretou estágio de atenção devido às chuvas das últimas horas. Até o início da manhã desta terça-feira (9), não tinham sido registrados grandes transtornos ou chamados de emergência. As equipes da prefeitura estão nas ruas escoando água em pontos isolados, como bolsões no Centro, São José do Imbassaí e Itaipuaçu (Estrada dos Cajueiros).

Segundo a Defesa Civil, os bairros de Barra de Maricá e Guaratiba foram os locais com maior volume de chuva, com 60mm nas últimas 24 horas. Por meio de nota, a Prefeitura de Maricá informou que “é importante destacar que não houve transbordamento de rios e canais no município devido à limpeza constante”.

Na Câmara Municipal de Maricá foi decretado ponto facultativo nesta terça e quarta-feira. O decreto é extensivo apenas ao poder legislativo e seus servidores, não impactando no quadro de funcionários da Prefeitura de Maricá. 

Segundo o Executivo municipal, a cidade de Maricá vem enfrentando bem os temporais em função do trabalho constante e permanente de limpeza e dragagem de rios e canais por equipes. 

Scroll To Top