Assine o fluminense

Crivella acompanha ação de ordenamento urbano no Rio

Somente nas primeiras horas, foram acolhidas 74 pessoas em situação de rua

Cerca de 150 servidores participaram da operação na região central da cidade

Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, acompanhou na noite desta segunda-feira, dia 12 de agosto, o início de uma grande operação de ordenamento urbano no Centro da cidade. Durante toda a semana, equipes de diversos órgãos municipais estarão atendendo demandas na área como limpeza, reparo de calçadas e da iluminação, combate ao comércio irregular, poda de árvores e recuperação de monumentos públicos. Um dos principais pontos de atuação será a abordagem da população em situação de rua, a primeira após a publicação do decreto nº 46.314, do  último dia 2 de agosto. Apenas na noite desta segunda foram registrados 74 acolhimentos.

“Durante toda essa semana a Prefeitura estará aqui no Centro fazendo reparos, um trabalho de manutenção grande, e também abordando a população de rua”, afirmou o prefeito.

Cerca de 150 servidores participaram do primeiro dia da operação, que envolveu órgãos municipais como as secretarias de Assistência Social e Direitos Humanos, Ordem Pública, Infraestrutura e Habitação e Saúde, além da Coordenadoria de Controle Urbano, Comlurb, Rioluz, Guarda Municipal e a Superintendência do Centro. A ação, que começou por volta das 19 horas no Largo do Carioca, contou ainda com o apoio da Polícia Militar. A meta é que até sexta-feira todo o bairro tenha sido beneficiado. 

A operação no Centro do Rio foi determinada pelo próprio prefeito em uma reunião com seu secretariado no último domingo, no Palácio da Cidade. Toda a região foi mapeada, com a identificação dos principais problemas de cada uma das áreas. Para dar apoio à operação, uma base da Guarda Municipal foi instalada no Largo da Carioca, onde ficará até o final dos trabalhos.

“É muito bom me deparar com essa iniciativa da Prefeitura. Todas as noites eu passo pelo Largo da Carioca a caminho de casa e me deparo com muitos problemas. Essa é uma ótima iniciativa”, afirmou Erivaldo Elias, de 44 anos, que trabalha como segurança em uma empresa de transporte. 

De acordo com o balanço das cinco primeiras horas de operação, 6,8 toneladas de entulho foram recolhidas, quase 300 mercadorias vendidas irregularmente apreendidas e nove carros rebocados. Assistentes sociais da Prefeitura acolheram 74 pessoas em situação de rua. 

 
Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top