Assine o fluminense

Cultura da bicicleta invade Museu do Ingá

Evento contou com oficinas, painéis, música, exibição de vídeos, moda e bazar de equipamentos

Evento reuniu amantes das magrelas de diferentes regiões de Niterói e Rio

Foto: Divulgação

O Museu do Ingá recebeu, neste sábado, uma tarde inteira reservada à cultura da bicicleta. O evento ‘CicloExperiência 2017’, promovido pelo ‘Pedal Sonoro’, contou com a participação de grupos de ciclistas de diferentes municípios da Região Metropolitana, que puderam contar com oficinas, painéis, música, exibição de vídeos, moda e bazar de equipamentos.

O ex-triatleta niteroiense Armando Barcellos apresentou um painel sobre o ‘Bike Fit e seus benefícios’. 

“Com o tempo, a ideia se propaga e vai tomando corpo. É um evento que só tem a crescer, uma vez que a prefeitura está contribuindo para a mobilidade dos ciclistas”, disse o ex-atleta olímpico.

O cicloativista José Lobo, de 55 anos, veio de Vila Isabel, Zona Norte do Rio de Janeiro. Representando o grupo carioca ‘Transporte Ativo’, ele e seu amigo, Eduardo d’Avila, fizeram uma oficina sobre como proteger a bicicleta.

“Produzimos informações sobre a cultura e o uso da bicicleta. Sou designer, mas me dedico exclusivamente à promoção da bicicleta desde 2007 e, apesar do menor retorno financeiro, a satisfação pessoal compensa”, destacou Zé Lobo, que veio pedalando em uma bike cargueira dinamarquesa, estimada em R$10 mil.

Lilian Rabelo, uma das organizadoras, explicou a iniciativa.

“Queremos promover a cultura da bicicleta. Tem gente aqui de todas as partes do Rio de Janeiro, de Niterói e de São Gonçalo, por isso, queremos expandir esse movimento também para estes municípios”, contou.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top