Assine o fluminense

Domingo de Lei Seca em Itaipu

Abordagem de barcos, lanchas e motos aquáticas é realizada em parceria com a Capitania dos Portos

Além de utilizar o bafômetro, a equipe avalia todas as condições de segurança, como documentação, equipamentos obrigatórios e quantidade de passageiros

Foto: Divulgação/André Gomes de Melo/Palácio Guanabara

A Lei Seca realiza neste domingo (20) uma Operação Marítima na Praia de Itaipu, na Região Oceânica de Niterói, para atuar na prevenção de acidentes marítimos em decorrência da mistura de bebida e direção. Com a parceria da Capitania dos Portos, a primeira ação ocorreu neste sábado, na Lagoa de Marapendi, na Barra da Tijuca e na Urca. Além de Itaipu, outros pontos do Estado do Rio são alvos de operação.

Os agentes de educação da Lei Seca atuam com a equipe de inspeção dentro das embarcações, percorrendo áreas marítimas com grande fluxo turístico. O material educativo é distribuído a condutores, tripulação e passageiros.

Além da atuação no mar, os agentes de educação (cadeirantes) da operação vão atuar nas áreas de embarque e desembarque das marinas em todo o Estado do Rio de Janeiro para reforçar a mensagem da Lei Seca, “Nunca dirija depois de beber.”

O secretário de Governo e Relações Institucionais Gutemberg Fonseca comentou a operação.

“A conscientização evita acidentes e, inclusive, a morte. A ideia é expandir a Lei Seca, pegando todo o litoral e se expandindo pelo interior do Estado. Estamos gratos com essa parceria com a Marinha. A ação acontece no verão porque é a época em que aumentam em 40% os acidentes em geral, não só no mar. Atuaremos nos fins de semana, levando o primórdio da Lei Seca: preservar a vida humana”, explicou o secretário.

A Operação Marítima vai acontecer periodicamente em todo o estado, com o apoio das outras operações da Secretaria de Governo: a Bomba Limpa da Barreira Fiscal e a Segurança Presente. Em caso de alcoolemia do condutor, a Capitania dos Portos fará a autuação.

Segundo levantamento da Capitania dos Portos, de dezembro de 2017 a março de 2018 foram registrados oito acidentes com embarcações no estado.

Além de utilizar o etilômetro, a equipe avalia todas as condições de segurança, como documentação, equipamentos obrigatórios e quantidade de passageiros por embarcação.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Andre L
Muito boa iniciativa Tem que fazer na lagoa de Maricá , ficam muitos jests pessoas sem habilitação .
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Veja também

Scroll To Top