Você faz a notícia

Febre Amarela: moradores buscam vacina no Vital Brazil

Fila foi registrada na manhã desta quinta-feira

Moradores fazem fila em busca de vacina contra Febre Amarela

Foto: Colaboração / Raiana Collier

Fora da antecipação da campanha de vacinação, Niterói só deve receber os primeiros lotes no fim de março, iniciando, desta forma a sua campanha provavelmente em abril. Com isso, unidades de Niterói tiveram fila nesta quinta-feira (16) para vacinação contra febre amarela. Na Policlínica Regional Sérgio Arouca, no Vital Brazil, Zona Sul da cidade, teve gente ficando mais de quatro horas na fila para conseguir imunização. Procurada, a Prefeitura de Niterói confirmou que a Policlínica Regional Sérgio Arouca, no Vital Brazil, foi a unidade que recebeu a maior demanda, no entanto, não informou os números de pessoas imunizadas nesta quinta no município.

Pela manhã, a Secretaria Estadual de Educação anunciou que 1.250 escolas da rede serão utilizadas como locais de vacinação contra a febre amarela, priorizando o atendimento de alunos e pais.

A orientação da Secretaria de Estado de Saúde (SES) é de que aqueles que vão viajar para áreas com ocorrência da doença em humanos se vacinem com dez dias de antecedência. Daniela Corrêa, de 38 anos, foi acompanhada do marido e do filho ao posto. O trio vai, ainda esse mês, para Casimiro de Abreu, cidade que teve a primeira morte por conta da doença no Estado. “Cheguei às 9h. Cerca de uma hora e meia depois, começaram a distribuir senha. Estou operada, com criança de colo, e não tem fila prioritária. Está desorganizado. Esperava pegar fila, mas não tanta”, comentou. 

A gerente administrativa Cláudio Seabra, de 52 anos, chegou ao posto de saúde às 9h30. Duas horas depois, resolveu ir em casa e voltar mais tarde. “Nem imaginava pegar uma fila desse tamanho. Deixei uma pessoa esperando aqui para mim, e volto mais tarde. Vim porque quero me resguardar”, disse.  

O subsecretário de Vigilância em Saúde da SES, Alexandre Chieppe, alertou que a população não precisa correr aos postos de saúde em busca da vacina contra a febre amarela. Pela manhã, o órgão se reuniu com  representantes de 12 municípios localizados nas proximidades de Casimiro de Abreu, cidade onde foram registrados dois casos da doença, sendo um óbito. Nesta quinta, um Hospital de Campanha foi montado em Casimiro para imunizar a população. A vacinação nas escolas estaduais começará pelos seguintes municípios: Casimiro de Abreu, Silva Jardim, Macaé, Rio das Ostras, Trajano de Moraes, São Pedro da Aldeia, Armação de Búzios e Cabo Frio. Neste período, as aulas ocorrerão normalmente, sem impacto na rotina das unidades escolares.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não recomenda a vacina para pessoas com doenças que baixam a imunidade – como lúpus, câncer e HIV – nem para quem tem alergia à gelatina e ovo. Já o Ministério da Saúde indica que pessoas com doenças agudas febris moderadas ou graves devem adiar a vacinação até a resolução do quadro para não se atribuir à vacina as manifestações da doença. A vacina não pode ser aplicada em crianças com menos de 6 meses. Em crianças de 6 meses a 9 meses de idade incompletos, só deve ser aplicada em situações de emergência epidemiológica ou viagem para área de risco. A vacinação é contraindicada em gestantes e mulheres que estejam amamentando crianças com menos de 6 meses de idade. Pessoas acima de 60 anos só podem ser vacinadas após avaliação médica. 

Estratégia -  As novas ações da Secretaria de Estado de Saúde (SES) compreendem a antecipação da vacinação para 25 municípios estratégicos, nas regiões Norte, Noroeste, Serrana, dos Lagos e no entorno da reserva do Poço das Antas. Os demais municípios, incluindo a capital e a Região Metropolitana, integrarão as duas fases seguintes, com previsão de início até o fim do mês de março, mediante a liberação de novos lotes de doses a serem disponibilizados pelo MS para o RJ. A SES reforça que todo o Estado do Rio de Janeiro será contemplado, portanto, não há necessidade de deslocamento da população entre os municípios em busca da vacina. Toda a população do RJ, observando as contraindicações, será imunizada, de forma gradativa, até o fim deste ano. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top