Assine o fluminense

Forças unidas na segurança pública

Sistema Municipal de Gestão Integrada foi sancionado ontem pelo prefeito de Niterói, Rodrigo Neves

Participaram da reunião de ontem representantes da PM, PF, Polícia Civil, MP, Corpo de Bombeiros e outros

Luciana Carneiro / Prefeitura de Niterói

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, sancionou nesta quarta-feira (29) a lei aprovada pela Câmara Municipal que cria o Sistema Municipal de Gestão Integrada de Segurança Pública, que integra e regulamenta as ações de planejamento implementadas nas esferas municipal, estadual, e federal, no enfrentamento à violência e criminalidade na cidade.

A lei também é a base para reestruturação e adequação do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM) que atua diretamente nas ações do Pacto Niterói contra a Violência, lançado pela Prefeitura neste mês, que terá investimento de R$ 304 milhões nos próximos dois anos.

A lei está integrada no âmbito do Sistema Público Federal e reforça o nível de atuação de cada integrante e agente para elaboração de estratégias e ações policiais e sociais que englobam o pacto contra a violência. A assinatura aconteceu no gabinete do prefeito, durante reunião com gerentes das diversas áreas envolvidas no planejamento e execução do pacto.

“Estamos colocando todas as ferramentas para que os agentes envolvidos nas áreas de Segurança, Educação, Saúde e Assistência Social, entre outras, possam atuar tanto no combate diário à violência quanto nas medidas preventivas. Não existe fórmula mágica. Vamos avançar, mobilizar a sociedade com medidas como o convênio com o Disque-Denúncia, reabertura de Cieps e realização de ações sociais e de policiamento”, afirmou Rodrigo Neves, destacando a importância do trabalho integrado entre o Executivo, Legislativo, Judiciário e as forças de segurança.

Integração – O Gabinete de Gestão Integrada Municipal é composto pelas secretarias de Ordem Pública, Executiva, Governo, Planejamento, Participação Social e Assistência Social, além da Defesa Civil municipal, NitTrans e pela Coordenação-Geral do Comitê Integrado de Prevenção.

Também participam o comando do 12º Batalhão de Polícia Militar, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, comando do 3º Grupamento do Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Poder Judiciário, Ministério Público Estadual, Defensoria Pública, Departamento de Segurança Pública da Universidade Federal Fluminense, Câmara de Vereadores e representantes da sociedade civil. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top