Assine o fluminense

Hospital e posto de saúde são interditados em São Gonçalo

Interdições feitas pelo Cremerj ocorreram no Hospital Doutor Luiz Palmier e na Unidade de Saúde Familiar de Santa Luzia

Hospital Luiz Palmier , no Zé Garoto

Reprodução de internet

Após vistorias em unidades de saúde municipais de São Gonçalo, o Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) interditou, na última terça-feira (14), o Hospital Doutor Luiz Palmier e a Unidade de Saúde Familiar de Santa Luzia. Segundo o órgão, as irregularidades colocavam em risco a assistência à população, o que a Prefeitura de São Gonçalo nega.

O Cremerj afirma que a interdição ocorreu pelo não cumprimento às determinações das fiscalizações que já tinham sido realizadas nas unidades de saúde anteriormente, ressaltando que a medida tem como objetivo proteger a população. Em nota, o conselho afirmou que as irregularidades colocavam em risco a assistência à população e que, por isso, o Conselho Regional de Medicina e a Defensoria Pública adotaram a medida extrema. 

No Hospital Doutor Luiz Palmier, a interdição ocorreu de forma parcial, o que impede que novas internações sejam realizadas, mas mantém a unidade atendendo pacientes já internados. Ainda em nota, o órgão relatou que aguarda “que as autoridades providenciem o reparo de todas as anormalidades o quanto antes”, e que uma nova visita será feita para que a unidade possa voltar a atender a população.

O conselho afirmou que dará detalhes dos motivos da interdição na tarde de hoje durante coletiva de imprensa. 

Desproporcional – A direção do Hospital Luiz Palmier informa que a interdição é desproporcional à realidade atual da unidade de média e alta complexidade, e prejudicial aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Como a interdição é parcial, a unidade, que atua com leitos de retaguarda a três unidades hospitalares de urgência e emergência da cidade, continua realizando toda a assistência necessária aos pacientes já internados, prestando todo o suporte normalmente. 

Em nota, a Prefeitura de São Gonçalo afirmou que a unidade respondeu o ofício previamente ao Cremerj, com as adequações solicitadas na última visita, e que as não solucionadas se encontram em processo licitatório de compras, caso de equipamentos como desfibrilador. Segundo médicos que atuam na unidade, o hospital oferece muitos atendimentos por dia, e não há falta de material ou atendimento prejudicial aos pacientes.

Com relação à USF Santa Luzia, a subsecretaria de Atenção Básica da Prefeitura de São Gonçalo informou que os atendimentos médicos foram remanejados para outra unidade próxima.

 
Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top