Assine o fluminense

Jurujuba: verão e trânsito complicado

Com maior procura, estacionamento irregular tem sido um dos maiores problemas no bairro que possui vias estreitas

Carros parados de forma irregular ou de forma inadequada, têm prejudicado o já complicado trânsito em Jurujuba

Foto: Evelen Gouvêa

Os dias de sol estão dando dor de cabeça para os moradores e motoristas que passam pela Estrada General Eurico Gaspar Dutra, que liga Jurujuba à Fortaleza de Santa Cruz, na Zona Sul da cidade. Quem frequenta o local relata que é comum ver estacionamento irregular no local, sem respeito às áreas delimitadas pelas baias. A Prefeitura de Niterói, contudo, alega que a Niterói Transporte e Trânsito (NitTrans) está presente no local organizando o fluxo.

Durante o verão, por exemplo, o motorista de ônibus da linha 33 Éden dos Santos encontra problemas para cumprir a rota do coletivo na região próxima dos acessos às praias de Adão e Eva. É que os carros parados no acostamento estreitam ainda mais a já estreita estrada.  

“Atrapalha muito a nossa passagem. Passei por ali e pedi para o motorista encostar mais o carro, porque fica praticamente impossível passar com o ônibus nesse espaço que sobra”, apontou.

O comerciante Alex Moreno, de 24 anos, vai mais além, e explica que a desordem acontece até mesmo no espaço destinado ao estacionamento de veículos. Ele ainda alegou que esse é um problema que se repete, ano após ano.

“O problema maior é o estacionamento. As pessoas estacionam com o carro para fora das baias, porque tem medo de acabarem ficando presas se algum carro interromper o fluxo. Em janeiro isso aqui fica impossível”, lamentou.

Quando a equipe esteve no local, nenhum agente de trânsito organizava a situação na Estrada. Mas de acordo com a Prefeitura, em Jurujuba, “há ações da Operação Verão nos finais de semana com uma viatura e dois agentes controlando o fluxo de trânsito na avenida Carlos Ermelindo Marins e acessos aos fortes, incluindo, a Estr. General Eurico Gaspar Dutra. No final da Praia de Jurujuba onde há ponto final de ônibus e área de manobra, um operador tem base fixa para o controle do trânsito. Portanto, a presença da NitTrans no local pode ser constatada”. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Ana Paula de O. Trézzi
Não é só o acesso à praia Adão e Eva não! Nós sofremos com as irregularidade do restaurante Berbigão- os garçons e manobristas, ficam no meio da rua fazendo sinais para os clientes(correndo risco iminente de ser atropelado ou provocar uma colisão), os clientes deixam o carro no meio da rua para os manobristas estacionar, o povo que frequenta a praia do Forte Rio Branco e Imbuim, fecham a única via que temos, fica um congestionamento enorme, que vai até o Preventório! Guarda de trânsito...Só rindo, é uma bagunça só! Fazem chopadas na casa de festas Flamboyant, fecham o único acesso a Jurujuba (temos uma única via), o ônibus 33 não faz o percurso dele, deixando os moradores há mais de 1km do ponto final, descaso!
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Veja também

Scroll To Top