Assine o fluminense

Lapa inaugura mobiliário urbano na Praça dos Arcos

Nova atração é declaração de amor ao bairro que é o berço da boemia carioca

Decoração virou o reduto preferido dos turistas para tirar fotos dos Arcos da Lapa durante visita ao Rio de Janeiro

Foto: Divulgação/Tomaz Silva/Agência Brasil

A Lapa, um dos mais conhecidos bairros boêmios do Rio de Janeiro, ganhou ontem mais um ponto de atração, com a inauguração do mobiliário urbano com a frase RioAmaLapa, na Praça Cardeal Câmara, também chamada de Praça dos Arcos. O objetivo é valorizar a região do Rio Antigo e incentivar a presença de visitantes não apenas no período noturno. 

“Que isso seja o marco de uma maior atenção para aquela região, que é o terceiro destino turístico diurno e o primeiro noturno [da cidade]. Não tem nenhum lugar no Rio de Janeiro que receba maior fluxo de visitantes que a Lapa à noite. Sexta e sábado são 30 mil pessoas por dia ali”, disse o presidente do Polo Novo Rio Antigo, Thiago Cesário Alvim, um dos parceiros do projeto.

A escultura, produzida em chapas galvanizadas com acabamento em pintura automotiva e tratamento anticorrosivo, foi inspirada em peças instaladas como Amsterdã, na Holanda, e Nova Iorque, nos Estados Unidos, onde existe mobiliário urbano com frases idênticas homenageando as duas em cidades. Na Lapa, a peça tem 2 metros de altura por 11 m de largura e fica a 80 m de distância dos Arcos da Lapa. No lugar da palavra “ama”, a escultura tem o desenho de um coração.

O diretor de Criação e Conteúdo, Caio Leitão, um dos três autores do desenho do mobiliário, disse que fazer um coração vermelho seria meio óbvio, por isso, resolveram pintar nele vários símbolos do bairro. “Buscamos trazer elementos de característica do próprio bairro dentro do coração e trazer um pouco de cor e de vida. Ficou vivo e interessante. Tem o bondinho [de Santa Teresa], o malandro, mas tudo de uma forma alegre”, ressaltou Caio, lembrando que foi um trabalho coletivo, que teve também como autores Marcelo Rodrigues e Paul Davies.

“A gente precisa cuidar da cidade e o coração simboliza isso. Cada dia mais tem que transmitir esse amor e essa paz. A gente vive momentos tão difíceis e tão radicais”. 

Segurança - Para garantir mais segurança no local, será ampliado o Programa Lapa Presente, especialmente no período noturno, informou Thiago. Segundo ele, além disso, foi pedido ao 5º BPM mais patrulhamento durante o dia. “A parte diurna tem que ter uma viatura permanente nos Arcos da Lapa”, disse Thiago. A Guarda Municipal também deve reforçar o trabalho dos agentes na região. O objetivo é que todos os que vão conhecer a Escadaria Selarón (obra arquitetônica decorada pelo artista chileno radicado no Brasil Jorge Selarón, localizada entre os bairros de Santa Teresa e Lapa) visitem também o mobiliário nos Arcos da Lapa e que façam “uma foto ali com toda a segurança que merecem”. 

Na visão do idealizador do projeto, o ex-subsecretário de Estado de Cultura e empreendedor cultural Léo Feijó, a iniciativa ajudará a chamar atenção dos órgãos públicos e de instituições que atuam na área para o desenvolvimento de melhorias para a região, que já foi considerada perigosa. “A ideia é que haja uma responsabilidade compartilhada de moradores, com empreendedores e com o poder público para que se encontrem soluções para os problemas.” 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top