Assine o fluminense

Maricá oferece castração gratuita de cães e gatos

O prefeito Fabiano Horta assinou na tarde desta sexta o primeiro convênio para custear a castração de animais

Donos e protetores de animais em Maricá podem comemorar um grande avanço no setor na cidade. O prefeito Fabiano Horta assinou na tarde desta sexta-feira (17/05) o primeiro convênio para custear a castração de animais cujos donos comprovem baixa renda, através de uma clínica particular.
 
Com o acordo, a Veterinária Maricá, que fica no Centro, vai realizar 200 cirurgias mensalmente, sendo 50 por semana, das quais 20% serão direcionadas a cães e gatos de rua através de protetores.
 
Além do prefeito, o ato de assinatura teve a participação da secretária de Saúde de Maricá, Simone da Costa, da coordenadora de Proteção Animal, Milena Costa, e de um dos sócios da clínica conveniada, Sandro de Andrade.
 
Para Fabiano Horta, o convênio é o marco inicial de uma mudança na política pública deste setor. “Para nós é um primeiro grande passo que damos para controlar a população de cães e gatos que temos na cidade. Vamos avançar ainda mais com a criação de um hospital veterinário, cuja área em Ubatiba já está na fase de topografia”, destacou o prefeito. “Em breve teremos uma área dedicada ao lazer dos cães, chamada de “parcão”, acrescentou Fabiano, afirmando que outras clínicas deverão se conveniar no futuro.
 
A coordenadora Milena Costa não escondia a satisfação pela concretização do projeto. “Estávamos desde o ano passado cumprindo todos os trâmites necessários, fazendo reuniões com protetores e donos de clínicas, e finalmente hoje estamos firmando o primeiro convênio. Foi um trabalho longo, mas alcançamos nossa meta”, festejou Milena.
 
A secretária de Saúde, Simone da Costa, também ressaltou as etapas que possibilitaram a oferta do serviço. “Não é um projeto simples, pois há muitos preceitos solicitados que precisam ser cumpridos. Um deles foi apresentar ao Conselho Municipal de Saúde, mas todo o andamento deu certo. O hospital veterinário que estamos preparando também vai de encontro a uma necessidade dos donos de animais em Maricá”, projetou ela.
 
Outros integrantes do governo também marcaram presença, como o secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Júlio Carolino, o presidente da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), José Orlando Dias, e o da autarquia de Serviços de Obras de Maricá (SOMAR), Renato Machado.
 
Castração
 
De acordo com o empresário Sandro de Andrade, um procedimento de castração custa, em média, cerca de R$ 400 dependendo do tipo de animal.
 
“Nós percebíamos que havia de fato uma grande demanda por pessoas que não têm condições de arcar com esse custo. Ficamos gratos pelo poder público confiar no nosso trabalho e da nossa parte, claro, é uma garantia de receita”, ressaltou.
 
Entre os protetores de animais que compareceram ao ato, a sensação é de uma luta vencida. “Só eu estou há 16 anos com essa meta, que era um grande sonho de todos nós que começa a se concretizar. Muito bom ver o empenho do governo neste trabalho”, celebrou Thereza de Jesus, uma das mais antigas protetoras da cidade.
 
Os primeiros procedimentos já estão agendados e novas inscrições serão abertas em junho, e as inscrições vão estar disponíveis através do site oficial da Prefeitura. Quem quiser se cadastrar terá de apresentar RG, CPF, comprovante de residência e uma declaração de baixa renda, que poderá ser indicada pelos cartões Mumbuca ou Bolsa Família e também pelo Número de Inscrição Social (NIS).

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top