Assine o fluminense

Niterói dá adeus a uma de suas relíquias

Fusca Sedan 69, que conquistou a cidade, será ‘aposentado’ devido a lei que impede táxis com mais de sete anos de fabricação

Edson Monteiro de Araújo só continuará na praça até outubro devido a lei que impede circulação de seu táxi

Foto: Marcelo Feitosa

Um dos cartões postais de Niterói está saindo de cena após 46 anos. E para quem acha que se trata de um monumento estático, se engana. Na verdade, durante esse período, ele se movimentou por cada canto da cidade. O táxi mais antigo do Brasil, modelo Fusca Sedan, ano 69, quatro portas e todo original do senhor Edson Monteiro de Araújo, 63 anos, só vai continuar na ativa até outubro. Isso porque um decreto municipal de março de 2014 determina que a vida útil dos táxis da cidade deve ser de sete anos, contados a partir do ano de fabricação. O prazo para que taxistas se adaptem à norma é até março de 2016.  

As histórias contadas por seu Edson, morador do Bairro de Fátima, são muitas. Com o seu ‘pururuca’ (apelido carinhoso dado ao táxi) parado no tradicional ponto da Rua General Pereira da Silva, esquina com a Coronel Moreira César, em Icaraí, na Zona Sul, ele conta algumas histórias vividas pelas ruas de Niterói.

“Uma vez eu estava levando um casal em um hotel aqui na cidade. Chegando na porta o homem e a mulher desembarcaram e me pagaram. De repente uma confusão se formou e eu vi que dois casais começaram a discutir na porta do hotel. Acredita que a mulher que eu trouxe estava com o amante e ela encontrou o marido saindo do hotel com uma amante também?”, gargalhou o taxista.

Em uma viagem no automóvel, a originalidade chama atenção. Pedindo para fechar a porta apenas com o toque dos dedos, o taxista faz questão de mostrar o rádio toca-fitas TKE, o volante Puma e a roda clássica Volkswagen SP2. O motor? É um VW 1600, o que o deixa muito orgulhoso: “Olha que delícia, xará. Uma beleza”, derrete-se Edson, que ganhou o carro da mãe aos 17 anos de idade.

“Vou te falar que não estou tirando o carro das ruas porque eu quero, mas porque eu sou cumpridor da lei. Se a lei diz que não vou poder rodar, o que poderei fazer? Ainda não sei o que vou fazer com o carro. Propostas já surgiram, mas não tenho valor para ele. Não posso comprar outro carro porque não tenho garagem para isso e nem dinheiro para alugar outra. (pausa) Só quero dizer aos meus clientes que eu agradeço de coração, cada viagem e carinho”, disse o taxista com a voz embargada, em um raro momento onde o sorriso deu lugar à seriedade.

E o carinho nas ruas é manifestado em cada esquina. No Museu de Arte Contemporânea (MAC), na Boa Viagem, o monumento criado por Oscar Niemeyer ficou em segundo plano com a chegada do táxi. Um homem aponta a câmera fotográfica para o veículo e pergunta: ‘É um 1969, não é?’, imediatamente sendo respondido positivamente por Edson, arrancando um sorriso do taxista, já acostumado com o assédio.

A Prefeitura de Niterói foi procurada para responder sobre a possibilidade de liberar a atuação do táxi Fusca Sedan ano 1969 para que continue trafegando, ainda que seja com restrições. NO entanto, não houve resposta até o fechamento desta edição. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Junior niteroi
Niterói tem que acabar é com os taxi pirata ;,
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Márcia Santos
Meu pai teve uns 2 desse, tinha o maior cuidado com esse carro até que foi roubado na porta de casa, após recusar uma série de ofertas para venda. Meu pai era taxista em Niterói. Faleceu ano retrasado. João Ferreira Santos. Fazia ponto no Ponto Cem Réis.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Breno Duarte Barreto
Que absurdo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Eu que moro em Novas Friburgo,já andei varias vezes nesse carro,pois minha família mora em Niterói . Muito triste com isso..Absurdo!
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Daniel Santos
Com tanta coisa pra se preocuparem,se invocam com o carro dele. Dexem o homem trabalhar!
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Jorge Telles Faria
Infelizmente, não valorizamos nossa história. Em Londres, os "Antigos Taxis Pretos" continuam atuando. Não soubemos ou não quizemos guardar um único exemplar de "Bondes" (Foram exportados e fazem passeios turísticos em N. York) ou de Ônibus Elétricos. Hoje, é difícil encontrarmos uma simples foto. Vamos preservar esta relíquia? Mais do que garantir o sustento de um trabalhador, é manter vivo este homem que durante tantos anos, presta um excelente serviço a esta cidade. Vamos lá SR. Prefeito, toda regra, regulamento, lei ou decreto, pode conter uma exceção. A população clama e o Sr. Prefeito tem o poder da caneta. Dê esta prova de carinho ao povo que o elegeu.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Afonso Carlos Freitas
Olha assino em baixo o que foi falado, sobre os táxis antigos de Londres, lá ainda tem mais com uma vistoria mais rígida, porque não deixar fazer isto aqui em Niteroi e que este, fique em nossa cidade,como forma de lembrar,o que foi e o que é ? Vamos lá Sr.Prefeito,Vs que é do PT,poderia sim avalizar este nosso pedido.Deixa o carrinho rodar...
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Afonso Carlos Freitas
Deixa o Carrinho,rodar...
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Observador do Caos
Por que a Prefeitura de Niterói não cria um evento turístico com esta relíquia? Que tal ele servir aos turistas visitando os pontos turísticos de Niterói? Basta criar um sistema de agendamento de visitas pagas previamente onde o turista visitaria os pontos turísticos da cidade a bordo desse veículo.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Scroll To Top