Assine o fluminense

Nova barca chega a Niterói

Embarcação Angra dos Reis veio do Ceará e Secretaria definirá trajeto

A nova barca que chegou do Ceará nesta terça-feira (8) deverá entrar em operação no mês que vem. A informação é da Secretaria de Estado de Transportes do Rio de Janeiro, que ainda avaliará a demanda e definirá, ao certo, o trajeto da embarcação. 

A Angra dos Reis, com capacidade para transportar 500 passageiros, já está ancorada na estação Praça Arariboia, no Centro de Niterói. A embarcação será preparada pelo estaleiro Inace, responsável pela construção no Ceará, para a realização de testes finais, incluindo a prova de mar. Segundo a secretaria, caso a barca passe em todos os testes, a expectativa é que já entre na grade operacional da CCR Barcas, que administra o transporte aquaviário, em fevereiro. 

A nova embarcação é equipada com sistema de ar-condicionado, uma das principais reivindicações de quem utiliza o serviço diariamente. Além disso, a Angra dos Reis conta com acessibilidade plena, poltronas acolchoadas, bicicletário e grande espaço interno. Ela segue os mesmos moldes do catamarã que opera o trajeto Rio x Paquetá, também fabricada no Ceará e entregue em 2015. O transporte é considerado mais rápido e moderno, proporcionando a redução do tempo de viagem em relação às barcas tradicionais. 

Atraso - Adquirida em 2013, a Angra dos Reis faz parte do pacote de nove barcas compradas ainda durante o governo de Sérgio Cabral. Foram sete embarcações fabricadas na China - das quais ainda faltam quatro a serem entregues - e duas no Ceará. 

Por conta da crise financeira que vem afetando o Rio de Janeiro, a entrega da Angra dos Reis foi sofrendo atrasos por falta de pagamento, gerando um lento processo de fabricação. A previsão era que as embarcações integrassem a frota até 2016. No entanto, a Secretaria de Transportes não respondeu, até o momento, sobre a previsão de chegada das barcas restantes. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

ricardo
TEM AR ?
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Cleir Victorino Pacheco
meus parabéns, mas não resolve a situação (ESTRUTURAL ) pois existe barca operando sem ar-condicionado, suja, etc. alem do que são insuficientes para atender a demanda do dia a dia, inclusive, aqueles usuários que vão para ilha de Paquetá, nesse sentido, os valores vão aumentar em fevereiro e ainda não resolveram os problemas do transporte marítimo, ou seja, CADÊ O DIREITO DO CONSUMIDOR.
Vote up!
Vote down!

: 1

You voted ‘up’

Cleir Victorino Pacheco
É IMPRESSIONANTE COMO A EMPRESA NÃO GARANTE A QUALIDADE DE SEUS SERVIÇOS AO CONSUMIDOR, POIS QUANDO FIS A TRAVESSIA ENTRE NITERÓI X RIO CONSTATEI QUE NÃO TINHA AR CONDICIONADO E ESTAVA SUJA, ASSIM COMO A BARCA QUE VAI PARA A ILHA DE PAQUETÁ, FIS UMA RECLAMAÇÃO AO FUNCIONÁRIO QUE PRONTAMENTE ME ATENDEU, NESSE SENTIDO, PREENCHI UM FORMULÁRIO, E ME ENVIARAM UMA RESPOSTA: Resposta CCR Barcas Yahoo/Entra Ouvidoria CCR BARCAS <ouvidoria.ccrbarcas@grupoccr.com.br> Para:cleir.victorino@yahoo.com.br 8 de jan às 12:39 Prezado Cleir, a CCR Barcas esclarece que, apesar de o contrato de concessão não prever a disponibilidade de sistema de ar condicionado nas linhas sociais, a Concessionária trabalha para que os usuários do transporte aquaviário tenham o máximo de conforto possível nas viagens, disponibilizando, sempre que possível, as embarcações com sistema de refrigeração (Itacoatiara, Pão de Açúcar e Corcovado). Vale ressaltar que não existem embarcações fixas para linhas ou horários, uma vez que os barcos são utilizados conforme a demanda e a disponibilidade. Atenciosamente, OU SEJA, A EMPRESA NÃO ESTÁ OBRIGADA A ATENDER AO CONSUMIDOR EM COLOCAR AR CONDICIONADO POR SER DE LINHA SOCIAL.
Vote up!
Vote down!

: 0

You voted ‘up’

Veja também

Scroll To Top