Assine o fluminense

O Flu Verão: opção que requer ressalvas

Adeptos das atividades físicas ao ar livre precisam se cercar de cuidados para ganhar qualidade de vida

Os amigos Rafael Barros, Marcelo Martins, Fábio Oberlander, Amós Ferraz, Christian Belga se exercitam regularmente na Praia de Icaraí, ponto de encontro de várias tribos do esporte niteroiense

Foto: Douglas Macedo

Com o aumento das temperaturas, é muito comum que os niteroienses troquem o ambiente da academia pelos espaços ao ar livre para prática de exercícios. De acordo com dados da Associação Brasileira de Academias (ACAD), os cidadãos estão cuidando cada vez mais do corpo, e o fenômeno “operação verão” vem atraindo muitos adeptos no país. No entanto, é fundamental que os atletas e praticantes das atividades físicas redobrem os cuidados com a saúde nesta estação. Os pais também devem estar atentos, porque uma simples brincadeira exposta ao sol pode trazer danos à saúde dos pequenos.

É inegável que o verão realça as belezas naturais da cidade e aguça o desejo dos cidadãos em apreciar a paisagem enquanto realizam seus exercícios nos calçadões ou até mesmo na areia da praia. Mas, embora a prática ofereça inúmeras vantagens, é imprescindível redobrar as atenções com a saúde para evitar que o calor forte prejudique o organismo durante a rotina de exercícios.

Além de oferecer uma ótima estrutura para treinos, a Região Oceânica de Niterói abriga um cenário deslumbrante para quem busca estímulos visuais para se exercitar. Segundo a moradora de Itaipu, Juliana Almeida, 29 anos, foi nas vias do bairro de Camboinhas que descobriu o amor pelo ciclismo. Agora, ela pedala diariamente no local ao lado do grupo Dtreino, composto por mais de 20 ciclistas.

Ela conta que para manter o ritmo nesta temporada de verão, passou a treinar às 6h da manhã, quando o sol ainda está nascendo. “Eu comecei a levantar uma hora mais cedo, porque é o período em que a temperatura não interfere no desempenho do meu exercício. Além de passar muito protetor solar, eu tento não ultrapassar o meu limite, já que nesta estação a perda de energia é maior devido ao calor”, contou a ciclista.

Ponto de encontro dos atletas e adeptos das atividades físicas, a Praia de Icaraí é o local que mais recebe frequentadores para a prática de exercícios, na Zona Sul da cidade. Seja de manhã ou ao entardecer, os niteroienses transformam as areias da praia em um verdadeiro centro de treinamentos para adeptos dos circuitos, corridas e caminhadas.
Praticante amador de boxe, o niteroiense Fábio Oberlaender, 28 anos, se exercita nas areias da Praia de Icaraí, quatro vezes por semana. Ele revela que a atividade é apenas um hobby, que o ajuda a manter seu condicionamento físico. Por isso, ele percorre em média oito quilômetros por dia em um trajeto que compreende os bairros do Ingá, Boa Viagem e Icaraí.

“O calor tende a reduzir a disposição do corpo durante os treinos, então tento fugir das altas temperaturas e corro nos finais de tarde. Apenas no sábado que me exercito na companhia de amigos e, geralmente, chegamos na praia às 9h. Além disso, estou sempre me hidratando e procuro utilizar boné quando percebo que sensação térmica está muito forte”, disse Fábio. 

De acordo com a nutricionista esportiva Mariana Soutto, muitos atletas cometem o erro grave de treinar nos horários de pico do sol, o que aumenta a propensão das complicações cardiovasculares e até mesmo da desidratação. Ela explica que aumento da ingestão de líquido somado a uma dieta rica em nutrientes pode melhorar o desempenho dos adeptos das práticas esportivas. A especialista também aponta que o consumo de carboidratos complexos, como batata-doce, inhame e aipim fornece mais energia do que os carboidratos simples encontrados nos pães e torradas.

“Para preservar o condicionamento físico no verão, é importante que os atletas e praticantes de exercícios realizem substituições saudáveis, efetuando a troca dos alimentos gordurosos por gorduras do bem, encontradas no abacate, nas castanhas, ovos e coco, por exemplo. Também é recomendável inserir no cardápio itens ricos em betacaroteno como cenoura, manga e abóbora, pois o pigmento alaranjado desses alimentos ajuda no combate aos radicais livres que envelhecem a pele e preserva o colágeno”, alertou a especialista.

Nesta temporada, quem também aproveita para desfrutar os dias ensolarados são as crianças, que não dispensam uma boa brincadeira na piscina ou nas áreas de lazer da cidade. Porém, os pais precisam aliar a diversão à prudência para garantir o máximo de segurança e conforto, nessas férias de verão.

Uma das principais precauções que os adultos devem ter é com a pele das crianças. Especialistas alertam que os raios ultravioleta têm menor resistência na pele dos pequenos, podendo gerar insolação, queimaduras e brotoejas. Portanto, os filtros solares são altamente indicados, assim como o uso de bonés, chapéus e roupas leves.

A pediatra Rachel Campos ressalta que os pais devem ficar de olho na hidratação dos filhos, pois nesta época as crianças costumam perder muita energia durante as brincadeiras, e é essencial repor as vitaminas e sais minerais. “É bom oferecer bebidas que sejam agradáveis ao paladar dos pequenos, como água de coco e suco de fruta natural. Os refrigerantes são contraindicados, porque o gás costuma favorecer a desidratação”, recomendou a médica alertando para os sintomas do problema. “Se as crianças demonstrarem muita sede, boca e mucosas secas e ficarem muito tempo sem urinar, os pais devem procurar um pediatra imediatamente para tratar o problema”, aconselhou. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top