Assine o fluminense

Operação Verão registra 6 mil salvamentos no Rio

Grupamento dos Bombeiros de Copacabana foi o mais acionado pelos banhistas

Ação que aconteceu durante quatro meses contou com 1,3 mil guardas-vidas

Marcelo Horn / Governo do Estado

Liderada pelo Corpo dos Bombeiros, a Operação Verão registrou cerca de seis mil salvamentos em toda orla fluminense. O 3º Grupamento Marítimo, que atende a região de Copacabana, na Zona Sul da capital, foi o mais acionado pelos banhistas, com 1.500 resgates. Realizada de dezembro de 2018 a março deste ano, a Operação Verão contou com 1,3 guarda-vidas, que se revezaram entre os mais de 200 postos de salvamento no estado.

“Temos comparado os últimos verões. De dezembro até final de março, houve uma grande redução de 69% dos salvamentos feitos durante a Operação Verão. Temos feito um trabalho bastante efetivo de prevenção”, disse o coronel Glauco Lorite, comandante do CBA11 (Comando de Bombeiros de Atividade de Salvamentos Marítimos).

O comandante explicou de que forma é feito o trabalho da corporação, principalmente, com foco na prevenção de afogamentos.

“O guarda-vidas aborda o banhista antes de entrar no mar, até mesmo apitando para chamar a atenção daqueles que estão se colocando em risco. Nos canais de mídia temos feito também reportagens dando dicas de segurança. Em janeiro também tivemos calmaria de mar”. 

Ação - Ao todo, 18 quartéis trabalham com salvamento marítimo por todo o litoral fluminense, de Campos dos Goytacazes até Paraty. As ações contaram com o auxílio de motos aquáticas, lanchas, botes, quadriciclos, drones e helicópteros.

“Esse ano, estamos adquirindo novas bandeiras, placas de sinalização para garantir cada vez mais a segurança dos banhistas”, adiantou o oficial.

 
Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top