Assine o fluminense
Para todos os gostos

Antonio José Barbosa aborda temas do mundo jurídico, além de problemas relacionados à segurança, política e da cidade. E-mails para esta coluna:antoniojmadv@gmail.com

Mais problemas

 A presidência da OAB de Niterói volta a criticar a omissão do judiciário a respeito da omissão quanto à unificação do horário. O problema é sério por causar perda de tempo.

As justiças  do Estado, do Trabalho e Federal sofrem os seus efeitos.

O dia a dia do advogado e do estagiário é de lascar, principalmente para a advocacia  que milita nos grandes centros.

Esqueceram que o advogado, sempre com pressa,  precisa  ter vista ou pegar os autos sem  deparar com  perda de tempo. Terá que cozinhar  o tempo da Justiça do Trabalho à Estadual à Federal em uma hora e duas horas.

 Os três exemplos são bem claros.

A estadual abre às 11h e fecha às 18h; a trabalhista, das 10h às 17h e a federal, das 12h às 17h.

Outro sério problema atinge  o dia a dia do advogado é a revista na entrada dos fóruns estaduais.  É quase obrigado a fazer um strip tease ante os seguranças porque  a máquina apita, apita e apita, por mais que deixe os objetos de metal que a pertubam.

A revista não é boa: é péssima.

 Certamente, pensará numa maneira de acabar com essa malfadada revista, porque a vida do advogado já é difícil e já está na hora de o Tribunal de Justiça do Estado pôr um ponto final nesse martírio.

O labor do advogado está cada dia mais complicado pelo acúmulo de problemas que enfrenta diariamente, a começar pelas audiências que começam atrasadas ou são adiadas a perder de vista.  Sem falar nos prazos dilatados para despacho.

Aliás, a vida do advogado é um acúmulo de problemas e já é o momento de dar um descanso para o físico e o mental do sacrificado corpo.

É um eterno sofredor.

A deficiência dos setores judiciais cai em cima do profissional que fica sempre sob suspeita de prestar um mau serviço.O advogado é lutador em regime  full time. É um eterno defensor do estado e do império da lei. Sem ele não existe democracia plena nem a de meia-sola. Sem advogados, não se realiza a Justiça. Sem Justiça, não se constrói a democracia.

 A união da advocacia com os  três ramos do Poder Judiciário resultará em fortalecimento da classe.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Mais notícias de

Scroll To Top